domingo, 27 de junho de 2010

A apocalipsidade da vida



Dentre noites sem luas e escuras, tardes de outono melancólicas, pânico generalizado na população, angustias profundas de almas piedosas, espaços físicos tenebrosos e ambientes psíquicos sugestivos, e de todas as sensações, emoções e impressões humanas a que mais produziu até hoje: mitos, revelações e lendas, foram à percepção de proximidade da morte. Mas morte no sentido de que não se cabe mais neste mundo. Como se estando encurralado pelas conjunturas religiosas e espirituais que os cercam. Coisa que sempre aconteceu em quase todas as religiões ou épocas da humanidade, pois até hoje sempre se teve e se tem a impressão de que se vivi na iminência do fim dos tempos.

O medo do inesperado, a luta pela sobrevivência, a vulnerabilidade da vida e a sensação de se ser esmagado pela complexidade e mistério místico do mundo sempre foi material farto para a imaginação fértil de todos os povos primitivos que pisaram esta terra fantasmagoricamente fantástica. De forma que até hoje como que por reminiscência dos genes de nossos ancestrais em nosso sangue, também sentimos esta impressão apocalíptica da vida tirar o nosso sono e levar embora o nosso desejo de perpetuidade feliz nesta terra.

Como animais selvagens que lutam a cada dia nos perigos de seu habitat pela sua sobrevivência diária com atenção redobrada e cuidados e medos sobressaltados. Assim esta o homem a buscar não só a satisfação das suas necessidades básicas naturais, mas também as das suas faculdades sociais e morais, sendo poderosamente influenciado em seu modo de perceber o mundo espiritual pela impressão impregnada no seu inconsciente dos ânimos ressaltados de suas sucessivas lutas pela sobrevivência da vida.

Junte se as perseguições aos religiosos a visão do espetáculo de impérios monstruosos engolindo e dizimando nações, terremotos, guerras, pragas, privações, dores, sensação de proximidade de morte, mais uma poderosa intuição particular inexplicável dentro deles, mais todos os seus medos, todas as suas esperanças, todas as lembranças e promessas milenares e recentes, com as suas próprias perspectivas de que este mundo esta moralmente perdido, com o desejo despertado do seu senso de justiça para que Deus punisse toda maldade humana. Junte tudo isso ocorrendo por fora de um profeta, de forma tão poderosa a mexer com todo o seu interior, seus sonhos seus medos e seus surtos, junte isso e temos uma revelação apocalíptica, como muitos tiveram no decorrer da historia da religião.

E apesar de o livro e as predições escatológicas que levam o nome do autor como sendo João o Apostolo ser integrantes de um estilo literário apocalíptico vigente desde a época de Daniel e Ezequiel, que são cuidadosamente elaborados pelos autores com todos os seus símbolos figuras e numerologia que trazem uma mensagem Profunda e indireta a respeito da soberania de Deus sobre este mundo, como consolo aos fieis. Tais escritores não foram interlocutores inteiramente conscientes do que faziam como também não foram totalmente passivos de uma revelação mística, mas sem ao menos tomarem conta de todo processo psíquico escreveram entre a lucidez de seus propósitos, inspirados pelas impressões mais profundas dos seus inconscientes marcados pela apocalipsidade de suas próprias vidas.

Gresder Sil

escrito em 09/05/10

23 comentários:

Levi Bronzeado disse...

Ao não suportar a crueza de sua finitude, e para fugir do tenebroso Apocalipse Joanino, a pessoa sob o domínio do medo se rende às ameaças brandidas sob a forma de "pregações". Tal qual uma ovelha, deixa-se tosquiar pela tesoura apelativa do "aceitar Jesus - como seu Salvador pessoal", para não ser jogado no grande lago de fogo e enxofre, onde arderá eternamente.

Gresder Sil disse...

Levi que negocio é esse, você é o mais indicado para comentar este assunto e você me faz um comentário fundamentalita irónico simplório desses?

Você não percebeu que este texto é uma costruçao em cima de um comentário que você tanto gostou na confraria e que eu prometi escrever num post?

Eduardo Medeiros disse...

Sartre disse que o homem estava condenado à liberdade. Creio que o homem também está condenado à esperança. Os apocalipses foram paridos em épocas de crise, de questionamentos sobre a real soberania de Deus e quando isto acontecia, era a figura do profeta que cabia manter a esperança no futuro. O presente é tenebroso, Deus está testando o seu povo, mas há uma esperança. Há um "resto", um remanescente fiel que verá o futuro. E quando esse futuro chegar, novas crises virão, novos questionamentos e novamente, um profeta se levantará.

Levi Bronzeado disse...

"Tais escritores não foram interlocutores inteiramente conscientes do que faziam como também não foram totalmente passivos de uma revelação mística, mas sem ao menos tomarem conta de todo processo psíquico escreveram entre a lucidez de seus propósitos, inspirados pelas impressões mais profundas dos seus inconscientes marcados pela apocalipsidade de suas próprias vidas".

(Isso é psicanálise pura. Não tenho nada mais a acrencentar - o espírito de Freud manda assinar embaixo)

Mas como você adora Apocalípse(o primeiro foi o apocalipse da terra)

O inconsciente coletivo religioso é uma verdadeira fábrica de filmes de terror. Talvez, seja por isso que somos tão atraídos por cenas e dramas trágicos.
O trágico dos nossos desejos inconfessáveis que foram reprimidos, são reelaborados na escrita, nos sonhos e visões de terrores apocalípticos. A ambivalência ante a autorida de divina punidora, nos mete medo e ao mesmo tempo nos fascina.

A "Nova Jerusalém" é o eterno retorno do paraiso edênico perdido, de cada um de nós.

Gresder Sil disse...

Eduardo como serão os profetas do futuro? Profetizarão de olhos abertos por sua conta e risco, mas deixaram se crer em uma intervenção e inspiração divina? Ou verão o que as lentes humanas não vêm e dirão que foi apenas reflexão?

Você não acha que a profecia é como mágica, somente os profetas conhecem os segredos não revelados do seu processo.

Pra você quem escreveu O apocalipse de João e por quê?

Gresder Sil disse...

Levi meu primeiro foi: “a revelação de um novo apocalipse” e o quarto eu estou escrevendo nesta semana, escrevendo não, recebendo ele pronto do céu.

Concordo com você que gostamos de terror, pois os filmes de ficção de destruição e invasão do planeta são os que as pessoas mais gostam.

Marcio Alves disse...

Se o "apocalipse da vida" é uma mistura de traumas, desejos reprimidos, noites mal dormidas, tragedias, violencia e todo tipo de má experiencia, a vida após a morte, céu com ruas de ouro e cristal, paraiso e limpo são também nosso "Éden paradisiaco" sonhado, crido e esperado pelo nosso subconsciente e instinto de luta pela sobrevivencia da não existencia total, contrapondo e balanceando num equilibrio da alma e espirito que traz harmonia e paz para nosso interior.

Gresder Sil disse...

cuma???

Filho de Jacó disse...

Pois quem conhece as coisas que há no homem, senão o espírito do homem que nele reside? Assim também as coisas de Deus ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus.(1 Corintios 2, 11)

Gresder Sil disse...

Pô! Filhote de Jacó! Você esta igual ao Marcio que mais complica do esclarece, o que você quer dizer com isso?

Marcio Alves disse...

Não vem que não tem GRESDER...pode agora mesmo explicar meu comentário...e para de me comparar com o “filhote de Jacó”......seu sarnento pulguento de uma figa...pois eu sou é filhote da tribo inimiga de Jacó...a tribo poderosa de Esaú. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Gresder Sil disse...

Ô filho de satã! Quer dizer: Filho de Sadám descendente e sobrinho de Ismael , seu comentário esta muito difícil, mas deixa-me tentar decifrar:

Você quis dizer que a Édenologia em contraposição a escatologia não passa do maior desejo do ser humano, o de transcender, o de sobreviver depois da morte, de não cair na não existência, pois vem de um genuíno desejo de continuar vivendo a vida. Portanto, o mito do Éden nasceu do desejo humano de nunca deixar de existir. Pois sempre dói a idéia de nunca mais existir.

Ta bom para você agora!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Edson Moura disse...

Gresdinho, tentar sabermos o que se passava na cabeça...ou melhor, no coração dos profetas ao dar profetadas apocalípticas é um trabalho para CSI Miame cara!

É claro que eu posso dar meu veredicto e dizer que eles apenas falavam daquilo que observavam e suas perspectivas de futuro já tinham sido frustradas por anos e anos de submissão, hora pelos Medos...hora pelos Persas...ora pelos Babilônios e enfim pelos Romanos.

é claro que eles escreviam para causar impacto,tanto na sua geraçao, quanto na geração futura. Que o mundo vai acabar, isso eu sei...mas ainda acho que vai demorar muito. Talvez um meteóro...talvez uma Guerra nuclear...mas a verdade é que hoje é muito mais fácil fazer prospecções escatológicas baseado no que vemos...do que que em suposições metafísicas a qual só imaginamos.


Belo texto meu amigo!

Gresder Sil disse...

Edson é muito fácil saber o que se passo na cachola dos profetas, basta ter a sensibilidade e intuição de profeta, além de saber o segredo que cada profeta carrega consigo até a morte sem revelar, e que depois o seu sucessor descobre sozinho.

Paulinha disse...

GRESDER,

PUTZ!! Acho que sou mesmo ignorante, pois li e reli seu texto três vezes e não consegui entender NADA.... rsrs...

Mas consigo abstrair uma principal idéia que nos instiga à percepção do quanto nós, seres humanos estamos supostamente submetidos ao "sufoco" demasiado...à pressão do medo, medo do que nos esperam do outro lado da vida.

Beijos querido.
Me desculpe pela extensa ausência ao seu blog.

Gresder Sil disse...

Mas Paulinha alguns textos não são para ser entendidos mas para serem sentidos,

ninguém sequer tocou nas profundezas do textos,

não por que eles não foram capazes mas porque o texto esta de tal forma que só pode ser apreciado a absorvido pelo inconsciente,

pois é isso que o texto diz:: que as nossas perfectivas vem de nossas impressões inconsciente

Paulinha disse...

Ahhhh...mas porque você não me disse isto antes??!!

Com certeza, meu inconsciente já absorveu e já apreciou o seu belíssimo artigo, antes mesmo de eu escrever estas singelas linhas aí de cima...rsrs....

kkkkk...ainda bem que, o que não fazemos, nosso insconsciente faz por nós....hahahaaaaaaaaaaaaa..

Ahhh se não fosse ele!!! :P

Beijos.

Paulinha disse...

Que dia você vai sair comigo e com o Edson???????!!!!!!

Quero conhecê-lo, já que é meu conterrâneo e pisamos no mesmo chão das campinas verdejantes....

Até o Marcinho que mora lá naquela cidade fedorentaaa, eu já conheci.

Deixa de ser fresco, e pare de pensar que vai ficar segurando vela, porque frescura é só pra bixa ou celebridade......ainda não arrumei nenhum partidão procê, então o jeito, é você arrumar uma por aí mesmo ou ir sozinho desta vez...rs

Depois a gente arruma um esquema....ali naquela esquina, terminando a 13 de Maio.....bem no finalzinhooo, tem umas figuras que é de dar T...não é não???!! kkkkkkkkkkkkkkkk...

MisericóRdia ....cada tribufúúuu ....

Hahahaaaaa....

Gresder Sil disse...

É Paulinha, realmente você para cupido é um fracasso total, se eu fosse depender de você para arrumar uma namorada para mim eu morreria virgem.

Mas tudo bem, eu vou arrumar uma companhia para a gente se encontrar e fazer um quarteto fantástico. Pois ficar sentado na mesma mesa que vocês dois ouvido amorzinho pra ca amorzinho pra lá, vai me dar náuseas...

Paulinha disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk......

Edson Moura disse...

Paulinha meu amorzinho lindo, nem pensar em arrumar uma "parceira" para esse pervertido do Gresdinho! kkkkk

Amorzinho...você tem feitos comentários belíssimos...e finalmente tenho que concordar com o Gresder em alguma coisa.

Gresder...sua resposta ao meu comentário ficou um tanto quanto evasiva...você não acha?

Abraços Gresder...e beijos Paulinha meu amorzinho pra cá e pra lá!

Gresder Sil disse...

Totalmente evasiva, profeta que é profeta não encina sua magia a ninguém.

Paulinha disse...

Edsonzitto, meu amorzinho lindo...o GRESDER é doido, me colocou nas costas a função de cupida...mas eu quero ver se depois ele vai me pagar pelo menos um Big Mac...hahaha.....eu tô é saRtando de banda....tomeee posseeeeee GRESDER!!! hahaha......

Obrigada pelas palavras amor, um dia eu chego lá...

Beijos meu amorzinho!

Abraços GRESDERZITTO!

kkkkkkkkkkkkk.......vou sair daqui antes de ser "linxada" pelo excesso do termo "amorzinho" neste pergaminho (rimou! rs).......hahahaaaaaaaaaaaaaaaa...

Postar um comentário

.
“todo ponto de vista é à vista de
um ponto, nos sempre vemos de um
ponto, somente Deus tem todos os
pontos de vista e tem a vista de
todos os pontos.”
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...