quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Vicios secretos



Seus pés batiam de inquietação. À hora não passava e o moço não terminava logo sua longa história, o Reverendo estava impaciente, e dizia assim: “não precisa entrar em detalhe menino, Deus não te requer um relatório, apenas arrependimento e mudança de vida”

O jovem estava desesperado, pois seu patrão estava prestes a descobrir seus pequenos desvios de meses a fio, sentiu se julgado por Deus, acreditou ser a mão de Deus a massacrá-lo com as inquirições e preção do clima tenso do seu serviço.

Antes mesmo da conclusão o Pastor interrompeu e disse ao jovem: “meu querido, vejo em ti teu sentimento de arrependimento e desespero perante o Senhor, ele olhara tua contrição, e te livrara da punição dos homens ímpios, vai-te em paz Amado...”

Assim despedindo o aflito, e agora semi-aliviado rapaz, chamou logo para dentro do gabinete o homem que estava esperando para o aconselhamento, e que estava sendo acompanhado pelo pastor em um caso difícil de traição e reconciliação.

Virou se para o homem, puxou a cadeira mais para frente, fechou a janela para não entrar som externo, seus ouvidos se aguçavam, seus olhos brilhavam, pois aquilo satisfazia de alguma forma uma vontade contida dentro dele, e sem esperar introdução disse logo ao irmão: “então onde estávamos mesmo?”

“Como eu tinha dito pastor - disse o homem- foi ela quem me dirigiu à palavra primeira na agência, teve um dia...” o reverendo interrompeu neste começo e disse: “conte tudo, não tenha medo, o teu perdão e a tua cura esta na sua honestidade em não esconder nem um detalhe que você julgue vergonhoso”


Gresder Sil

21 comentários:

Gresder Sil disse...

Escrito no tedioso e chuvoso dia de ontem, ou seja: mente vazia oficina do diabo HHhhha!a!a!a!a!a!hahahahahaha!a!a!a!a!a!a!a!!!....*

*risada diabólica... hehehehehehehe**

**risadinha sem vergonha

Conto baseado na observação da prioridade do interesse dos padres evangélicos tratarem dos casos sexuais e fraquezas pessoais em detrimentos de todos os outros pecados práticos e relevantes para a formação do caráter de uma pessoa.

Ricardo Rocha disse...

Talvez a grande "curiosidade" que os pastores tenham com relação ao sexo (dos outros) seja o enorme tabu com que eles devem tratar suas própria parceiras na cama, cheio de regras do pode não pode, é pecado não é pecado...

O sexo, como algo divino que é, deve sempre ser instrumento de prazer celestial e momento de intimidade dos parceiros...

Como foi dito, a muito mais que faz o cristão além das suas preferencias (e pecados) sexuais...

Ricardo Rocha.

Marcio Alves disse...

GRESDER

Ficou muito boa sua postagem, que dirá verdadeira...muitos pastores por viverem uma vida sexualmente reprimida, quando encontram uma alma perdida no mundo do sexo, vão logo projetando seus desejos mais profundos e escondidos nela, daí eles ouvirem com muita mais atenção e satisfação as confissões dos pecados sexuais.

Mas isto esta mudando.......pois esta cada vez mais normal e corriqueiro, pastores terem amantes, pois um desejo além de ser reprimido, quando mais lutamos contra ele, mais forte e irresistível ele se torna.

Abraços

Eduardo Medeiros disse...

Esse pastor deve ser da Bléia do Belenzinho...

"Sexo divino"?

"Prazer celestial"?

por que os crentes, até os esclarecidos sempre tentam dar ao sexo uma conotação "divina"? Sexo não tem nada de divino, sexo é puro desejo lascívio, força impulsora que a natureza descobriu como a mais eficaz para a reprodução, vontade de satisfazer um impulso quase irracional pelo seu objeto de prazer.

Ainda tem casal crente que ora e fala em línguas antes do sexo, Inconscientemente para vê se Deus pelo menos abençoa um pouquinho um negócio tão "mundano".

Tô com a macaca hoje, acho que fiquei excitado..kkkakkkaakakkakak

Ricardo Rocha disse...

Eduardo, boa noite.

Em primeiro lugar, gostaria de esclarecer que não sou pastor, nem tenho pretensão de se-lo

Em segundo lugar, não acho que o espaço dos comentários da postagem do dono do blog seja o mais adequado para termos esse tipo de discussão (no bom sentido), mas já que tocou no assunto, sinto um enorme impulso a responder.

O sexo é um fato. E como todo fato, ele não é simplesmente, mas o será a partir do sentido que dermos a ele, pois o fato não tem, em si mesmo, sentido algum.

Nessa perspectiva, posso concordar com vc que o sexo pode, e deve ser visto com a sua face de prazer, de desejo, de atração e vontade puramente física. O sexo é físico, e essas características fazem parte dele como fenômeno físico. Todavia, esse tipo de percepção do sexo não o esgota de forma alguma. Na verdade, ver o ato sexual dessa forma, o reduz sobremaneira ao mesmo ato que os animais praticam, longe de terem qualquer consciência daquilo que fazem.

Alias, essa visão do sexo como puro prazer e satisfação de necessidades físicas é oriundo do nosso século e de seu fascínio pelo positivismo, com suas descrições neutras e aceitação única daquilo que pode ser percebido, bem como a vulgarização prazer como algo capaz de dar sentido a existência. Historicamente, mesmo naquilo que hoje podemos considerar como representação mais "promíscua" do sexo, como os bacanais ou o kama sutra, o divino sempre foi parte integrante daquilo que se via na prática sexual. Esse tipo de idealização do sexo é fundamental se quisermos parar de nos vermos apenas como objetos de satisfação de desejos, tal como objetos criados justamente para esse fim, como por exemplo, bonecas infláveis.

Longe de ser algum tipo de compreensão reacionária do sexo, ve-lo como divino é, antes de tudo, compreende-lo como parte integrante do espirito humano no seu relacionamento com o próximo, que é o cerne do Evangelho.

A paz para vc.

Isa Medeiros disse...

Claro, a única coisa que é pecado no Paulismo é o sexo, o resto tá valendo: desde queimar pessoas vivas até desviar dinheito público! É só Jesus na causa!!!

Eduardo Medeiros disse...

Ricardo, meu querido, tudo bem?

Olha, eu não estava me referindo a você e sim, ao pastor do conto do Greser. Eu não poderia chamá-lo de pastor sem nem ao mesmo te conhecer. Ou seja, fiz uma brincadeira que eu sei que o Gresder entendeu.

Eu só quis fazer um equilíbrio entre as coisas. Aliás, eu sou o equilibrista da turma...A ênfase no sexo como algo divino, vindo de Deus, que deve ser praticado "sem mácula", dentro de certos parâmetros evangélicos criados pelos líderes, na verdade é uma tentativa inconsciente de "purificar" algo que eles consideram "não muito santo".

Eu tinha um amigo que dizia que na hora de fazer sexo era o único momento que o crente devia "entrar na carne"...pois é, ridículo.

Para equilibrar essa visão santificada e beatificada do sexo (inclusive os cristãos católicos só podem fazer sexo para procriação. Pelo menos na teoria moral do Vaticano), foi que eu disse o que disse, dando ênfase ao lado puramente natural do sexo. Ainda bem que nesse ponto a maioria dos evangélicos já admitem que sexo não é apenas para procriar.

No mais, você encheu bem o outro lado da balança com o seu comentário.(eu teria algum ponto de discordância mas não vale a pena apontá-lo)

abraços

Alguem por e-mail me disse...

Putaria, é sempre o assunto preferido de qualquer ser humano. Estamos
sempre pensando em sacanagem. Experimente ficar 10 segundos parado,
sem pensar, que logo virá à sua mente putaria.
E tem coisa melhor?

Ricardo Rocha disse...

Olá Eduardo!!!!

Desculpe, acabei interpetando o seu comentário errado! Como havia no seu post uma referencia a questão divina da coisa, como eu havia postado, acreditei que estivesse se referindo a mim!!!

Desculpe mesmo pelo mal entendido!!!

Fica na paz!

Gresder Sil disse...

Ricardo mais uma vês obrigado, estou lendo suas postagens e te convido para ler os textos postados no blog: Confraria dos pensadores fora da gaiola cpfg.blogspot.com

Lá é um blog coletivo, ainda cerca de dez colegas e amigos virtuais postam seus textos a cada quatro dia.

E desejamos aumentar o numero dos contribuintes e trazer novas cabeças para enriquecer nosso dialogo, passe lá, você pode também se tornar um de nós.

Gresder Sil disse...

Poxa Marcio para uma critica ser respeitada ela tem que coletar os melhores espécimes e fazer uma analise a partir do que é comum e não do que é exceção.

Criticar os pastores adúlteros não anula a postura errada geral que eu estou criticando

Por isso construí o texto com base nos bons e velhos pastores ainda “puros” do pecado da carne. rsrs

Gresder Sil disse...

“Esse pastor deve ser da Bléia do Belenzinho..."Sexo divino"? "Prazer celestial"?

Edu tu fez uma confusão aqui em!?,

Emendou citações do comentário do Ricardo com a situação do conto e mandou bala.

Pelo menos você impactou o Ricardo, assim ele acaba conhecendo a gente e fazendo parte de nossos diálogos.

Paulinha disse...

Querido GRESDER,

Seu texto está maravilhoso, na minha opinião.

Esta realidade que está implícita nas suas entrelinhas, infelizmente é a mais pura das puras realidades vivenciadas neste mundo...

Encontramos em meio à tantas elites religiosas (padres, pastores..etc e tal) pessoas que sinceramente são capazes de pecar mais com suas próprias mentes, do que muitos que as vezes pecam com o corpo.

Não é totalmente proibido ter uma "mente voadora", mas sinceramente, ter ética e respeito com seus fiéis inocentes é o primeiro passo.

Senão "vaza" do "templo" e dá lugar para quem deseja ser "santo" e ir para o céu quando fechar os botões do paletó...rsss...

Beijos.

Gresder Sil disse...

Isa meu proximo texto é sobre filhos de crentes gays, vou colar na minha lista com varios pastores, se voce nao concordar nao tumutue rsrs eu sei que voce nao faz isso, mas nunca se sabe, mas creio que voce vai gostar muito, só nao sei se totalmete, mas lembre-sse que eu escrevo sempre pensando nas pessoas que vao ler da minha lista, pois elas nao estao no mesmo pique que a gente.

Gresder Sil disse...

Sabe Paulinha um dia eu fui contar um caso para o pastor e eu percebi nele uma curiosidade e um interesse em saber os detalhes, que me ficaram claros o vicio que estes homens tem em saber da vida intima dos outros.

Mas afinal como o “ anônimo” do meu e-mail disse, é realmente picante saber de casos sexuais proibidos rsrs ainda mais para quem não experimenta na pratica, vive da fantasia e se satisfaz com “pecado” dos outros.

Paulinha disse...

Pois é GRESDERZITTO,

Quem não pode comprar, se sacia olhando o petisco..ou imaginando.....com a boca cheia d'água..hahahahaaa......

É igual pobre namorando aqueles bolos maravilhosos e trufados na vitrine da padaria, e sem nenhum centavo para comprar...kkkk...de toda a cena só restam duas coisas: A vontade e a esperança de um dia dar a bocada..kkk

Gresder Sil disse...

Voce descreveru na vitrine da Padaria voce agora Paulinha kkkkkkkkkk gorda!! rsrsr voce só nao vira uma fiona porque nao tem dinherio para comprar os bolos trufados kkkkkkkk

Edson Moura disse...

Legal Gresder, quando você me contou esta estória lá na casa do Marcio, não imaginei que viraria postagem.

Mas é bem por aí mesmo....estórias picantes sempre nos chamam a atenção, mais do que os enfadonhos desabafos de outras pessoas.

Abraços!

Paulinha disse...

MENINOOOOOOOOO tu não me difama em meio ao público pois eu vou te processar....kkkk

Desde quando eu fico namorando bolo trufado??!!!

Deixe-me pensarr...hummmm....sempre que vou ao shopping Dom Pedro, tem um lugar lá que tem cada bolo, mas custam o "olho da cara"..e graças à minha pobreza, fico apenas namorando-os..e assim, eu não viro fiona. kkkkkkkkkkkk....

Blog do Evaldo Wolkers disse...

Gresder,

Só pude ler hoje.

Realidade tal não pode ser tida como apenas um conto, porque de conto só mesmo o próprio e referido conto da história.

Não é fruto de mente vazia e imaginação, tal viagem mental é fruto de observações da sociedade religiosa decaída.

Abraços,

Evaldo Wolkers.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Bom o texto.

O pecado sexual é um problema sério, mas não é o maior pecado da Igreja. Este talvez seja a ausência da graça nos nossos discursos e ações, na maneira como tratamos o irmão caído, praticando fofocas e outras condutas que fazem lembrar o comportamento farisaico dos tempos de Jesus.

A seguir compartilho um texto de minha autoria onde denuncio a corrupção pastoral. Chama-se "Os quatro pastores e o projeto de igreja":

http://doutorrodrigoluz.blogspot.com/2010/08/os-quatro-pastores-e-o-projeto-de.html

Postar um comentário

.
“todo ponto de vista é à vista de
um ponto, nos sempre vemos de um
ponto, somente Deus tem todos os
pontos de vista e tem a vista de
todos os pontos.”
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...