sábado, 11 de dezembro de 2010

Aforismos sobre conquista e moralidade


O que você quer? Que tipo de homem você é? Você quer amar uma só mulher, e deseja viver com ela, porque apetece esta vida e é o que você realmente quer. Ou você por temor religioso e status social quer um casamento, sendo que no fundo você deseja viver muitos amores! Cuidado! A religião vai fuder com a tua vida te tornando um adultero, quando na verdade você poderia causar menos mal decidindo o que você quer ser.

Se você já tentou ser um bom moço, se você já fez de tudo para manter sua mente pura e não conseguiu, relaxa velho! Essas coisas definitivamente não são para um cara como você. Pois se na sua plena consciência de possibilidades você sabe que nunca acontecerá contigo, é por que de fato isso não existe, a não ser em tipos sociais diferentes de ti. Agora que você já sabe disso vai e peques mais, mas com moderação ok?!

Preste atenção! Você pode sim mentir para conquistar e manter uma mulher, o que você não pode e atrasar a vida de uma moça que esta pronta para receber um homem que não é você. Mas as que para aprenderem valorizar um homem, precisam de um “cafajeste”, saiba interpretar o que ela deseja ouvir quando te pede a verdade. Pois este tipo de mulher que esta liberada para você, mesmo sabendo não suportaria ouvir sua verdade.

Se você sabe que não pode ser casto, se já tentou, e ate agora não conseguiu ser de uma só parceira, mas por questões de Religião acha que por ter encontrado uma garota especial este amor ira te salvar. Cuidado!Conheça a ti mesmo! O amor pode não redimir um tipo como você, no seu caso apenas com o tempo você ira sossegar. E agora você pode estar oferecendo o seu desespero por redenção para uma pessoa inocente.

Se você não é um bom partido, se você não consegue conquistar uma moça de família por não ter um nome importante de família e por ter uma personalidade muito individualista, então não fique lamentado e seja o melhor solteirão que você poder ser, saiba que em outros vários lugares a demanda é muito grande e centenas de meninas malvadas como você, consumirão o produto que você tem pra vender.

No mundo é assim: muitos homens têm poucas mulheres, e poucos tem demais. Isto porque um que consegue com uma só, êxito e perfeição, emana de todos os seus poros; auto estima e ares de satisfação. E nada desagradam tanto as mulheres do que homens com investida de desespero e cara de carência. Assim um homem satisfeito de mulher, e seguro de si, atrai muito mais mulheres do que os que estão à procura delas.

Nunca, mas nunca mais escolha uma mulher para você, é você que tem que ser escolhido, é a mulher que elege; só assim você será feliz e desejado como homem. Apenas desfile suas plumas coloridas e sua crista avultada, pois na lei da natureza são as fêmeas que escolhem seus parceiros. Mas se queres produzir isso, o risco é seu, e você ira sofrer. Larga mão de ser trouxa, padecer por amor é coisa para as mulheres.

Ao desejar um homem, a mulher saberá sutilmente dar os sinais necessários para ele captar a mensagem de amor que todo o seu corpo, postura e feição irão emitir. Ela conseguirá causar “desinteressadamente” as melhores ocasiões de aproximação. Ela dará a condição. Os homens venturosos em suas conquistas nunca tiveram o mesmo êxito em produzir casos e momentos como às mulheres em criar as suas próprias arapucas.

Existem basicamente dois tipos de mulheres; as que amam o amor, que esperam o amor, e que desejam o amor. E as que gostam do homem, do ser do homem, do jeito do homem, da atmosfera de pensamento, fala, conversa e postura de homem. As que desejam o amor acabam ficando com um homem no sentido mais pejorativo de ser homem; e as que procuram um homem encontram “o homem”. Por que “o Amor”, não existe!


Ao desejar que os primeiro encontros com o homem de sua vida sejam perfeitos, que ele saiba a hora certa de falar, que durante a conquista ele não a sufoque, e saiba manter a distância exata, e avance no ritmo dela, ela pode estar atraindo sobre si um que na muita prática da conquista apurou sua arte, a não ser que ela tenha estrutura para conter um cara deste, o seu melhor pretendente será um apaixonado atrapalhão.

Até mesmo os homens metidos a conquistadores desejam ser fieis, mas fiel a uma mulher por vez. Eles desejam sim amar com intensidade e verdade e também tem horror à traição, por isso para não trair deseja amar mais de uma, uma de cada vez. Pois o que os apavora não é o fato de eles terem que ser fiel, mas a ser fiel a uma mulher só durante toda vida, sendo que poderiam ser fiéis muito mais vezes com muito mais mulheres.

Gresder Sil


Frases escritas para o status diário do facebook e limitadas por seus 420 caracteres.

24 comentários:

Paulinha disse...

GRESDERZINHOO,

Eu não pude deixar de dar umas boas garagalhadas durante a leitura, mas não por não concordar, mas sim por concordar e achar a mais pura verdade escrita aqui, de uma forma muito extrovertida.

Imaginei você falando isto. Este texto mostra o teu jeito de falar e se expressar...e particularmente, você tem muita razão no que diz...

Primeiro, para não desconstruir as suas palavras, deixo apenas as minhas opiniões...

Hoje, mais do que nunca, eu duvido da existência do amor. Antes, acreditei na possibilidade de ser amada profundamente... Mas tenho tido algumas experiências, que eu posso dizer que o amor, por mais amor que pareça ser..não é amor. É atração, paixão..menos amor.

As pessoas são tão carentes ou dependentes às vezes, que quando está tão afim de alguém, não sabem dizer outra coisa além do "Te amo"!!..Como se ao dizer esta frase, estivessem dizendo "Como é bom estar com você".

Como pode alguém dizer que ama ou que é amado por outra pessoa, se existe traições, se diz-se para infinitos parceiros "Te amo"...

Se está com um: "te amo"..e com outro "te amo"..resumindo..acho que todo mundo pensa que ama, mas na verdade, amor verdadeiro e incondicional, só existe um: De mãe para filho! (ainda existe exceções).

Vejamos, se eu não soubesse reconhecer o meu valor...com certeza, este ano eu já teria destruído um casamento e um namoro, depois que terminei o meu namoro. Pois estes homens, que ao mesmo tempo parecem ser tão fiéis, não podem ver uma mulher. Mas reconheço o meu valor, e não sou mais idiota em sonhar com amor, ou de me envolver com um patético...

Espero sim pela pessoa certa, no momento certo...que não faça de mim uma curtição...pois dou o meu devido valor como mulher.

Estou solteira, e poderia não estar sozinha. Mas pra que perder o meu tempo com estorinhas de amor, se a vida é muito mais que isto?!

Que vivam o amor, que vivam a falsidade...eu vou viver a minha vida, que tanto batalhei para chegar onde estou e ainda tenho muito o que batalhar.

Beijoss querido..Parabénsss!!

Gresder Sil disse...

Não Paulinha nãoooooooo! Não fala isso! Não desista do amor pelo golpe derradeiro de meus textos kkkkkkkk

Brincadeira, a gente aprende tudo isso sozinho.

Agora sim Paulinha você cresceu junto com a gente e não ama mais o amor, mas quer para você um parceiro, um cúmplice para sua vida adulta, agora você conhece mais a fragilidade do sentimento humano e a fraqueza das pessoas e sem ilusão pode simplesmente vier só ou encontrar uma cara legal para dividir suas mazelas, desilusões e esperanças humanas.

Marcio Alves disse...

GRESDER


Vou comentar aforismo por aforismo, seguindo a ordem em que foram escritos...mas antes, deixa eu lhe dizer de antemão que ficou muito bem organizado tanto na forma como no conteúdo em que foram escritos os mesmos.


Seu aforismo:” O que você quer? Que tipo de homem você é? Você quer amar uma só mulher, e deseja viver com ela, porque apetece esta vida e é o que você realmente quer. Ou você por temor religioso e status social quer um casamento, sendo que no fundo você deseja viver muitos amores! Cuidado! A religião vai fuder com a tua vida te tornando um adultero, quando na verdade você poderia causar menos mal decidindo o que você quer ser.”


Minha analise: Chego à conclusão ao ler este seu aforismo, que na vida às vezes, você acaba se tornando mais “imoral” ao tentar justamente ser “moral” do que propriamente se você logo decidisse ser “imoral” de cara.


A moral deste seu aforismo é: há às vezes maior “moralidade” na “imoral” e “imoralidade” na “moral” do que o contrário.



Seu aforismo: “Se você já tentou ser um bom moço, se você já fez de tudo para manter sua mente pura e não conseguiu, relaxa velho! Essas coisas definitivamente não são para um cara como você. Pois se na sua plena consciência de possibilidades você sabe que nunca acontecerá contigo, é por que de fato isso não existe, a não ser em tipos sociais diferentes de ti. Agora que você já sabe disso vai e peques mais, mas com moderação ok?!”


Minha analise: Este seu aforismo esta totalmente alinhando com minha nova postagem que acabei de postar. Rsrsrsrsrsrs


A moral deste seu aforismo é: Não faças nada que não seja voluntario, fluente, natural e coerente com sua natureza e personalidade!
Ou então: Tudo que for demasiado esforço para você, simplesmente rejeite, porque o que é e esta em você sai com naturalidade e prazer.

Marcio Alves disse...

Seu aforismo: “Preste atenção! Você pode sim mentir para conquistar e manter uma mulher, o que você não pode e atrasar a vida de uma moça que esta pronta para receber um homem que não é você. Mas as que para aprenderem valorizar um homem, precisam de um “cafajeste”, saiba interpretar o que ela deseja ouvir quando te pede a verdade. Pois este tipo de mulher que esta liberada para você, mesmo sabendo não suportaria ouvir sua verdade.”


Minha analise: Eu tenho que aprender a mentir mais para minha mulher. Rsrsrsrsr


A moral deste seu aforismo é: Quando uma mulher pede para um homem que ele diga somente a verdade para ela, ela na verdade se esqueceu apenas de dizer que a verdade que ela quer que este mesmo homem diga, não é a verdade dele, mas a dela!



Seu aforismo: “Se você sabe que não pode ser casto, se já tentou, e ate agora não conseguiu ser de uma só parceira, mas por questões de Religião acha que por ter encontrado uma garota especial este amor ira te salvar. Cuidado!Conheça a ti mesmo! O amor pode não redimir um tipo como você, no seu caso apenas com o tempo você ira sossegar. E agora você pode estar oferecendo o seu desespero por redenção para uma pessoa inocente.”


Minha analise: Por isso que eu não gosto de religião, pois ela “obriga” o sujeito a ser ou se tornar uma coisa que ele não é em sua essência.


A moral deste seu aforismo é: Cuidado! Jesus pode até salvar sua alma, mas não irá satisfazer seu apetite sexual!

Marcio Alves disse...

Seu aforismo: “Se você não é um bom partido, se você não consegue conquistar uma moça de família por não ter um nome importante de família e por ter uma personalidade muito individualista, então não fique lamentado e seja o melhor solteirão que você poder ser, saiba que em outros vários lugares a demanda é muito grande e centenas de meninas malvadas como você, consumirão o produto que você tem pra vender.”


Minha analise: É melhor ser um bom solteiro do que é um mal casado.


A moral deste seu aforismo é: Use sua maior fraqueza como força!


Seu aforismo: “No mundo é assim: muitos homens têm poucas mulheres, e poucos tem demais. Isto porque um que consegue com uma só, êxito e perfeição, emana de todos os seus poros; auto estima e ares de satisfação. E nada desagradam tanto as mulheres do que homens com investida de desespero e cara de carência. Assim um homem satisfeito de mulher, e seguro de si, atrai muito mais mulheres do que os que estão à procura delas.”


Minha analise: Ai também, vai depender de que mulheres são estas dos “poucos com muitas” ou dos “muitos com poucas”, porque sinceramente, as vezes é melhor se ter só uma muito boa em tudo, do que muitas más em tudo.


A moral deste seu aforismo é: Seja casado e você atrairá muitas mulheres para si.
As mulheres em geral, adoram homens com aliança, pois agora são elas que estão na caça e não apenas sendo caçadas, porquanto, quanto mais difícil for a caça de se pegar, mais valor ela tem em si!

Marcio Alves disse...

Seu aforismo: “Nunca, mas nunca mais escolha uma mulher para você, é você que tem que ser escolhido, é a mulher que elege; só assim você será feliz e desejado como homem. Apenas desfile suas plumas coloridas e sua crista avultada, pois na lei da natureza são as fêmeas que escolhem seus parceiros. Mas se queres produzir isso, o risco é seu, e você ira sofrer. Larga mão de ser trouxa, padecer por amor é coisa para as mulheres”.


Minha analise: Este conceito Freud chama de “narcisista”, do qual a pessoa – e não somente o homem, mas também a mulher – tem medo de amar e, conseqüentemente sofrer, cria um mecanismo de defesa, que Freud denominou de “narcisismo”, onde ela apenas quer ser amada e desejada, mas nunca amar ou amar de forma intensa para não se frustrar.


Mas penso eu que a graça no amor não esta em nunca se frustrar, por justamente se blindar com a vida, mas justamente o contrário, o de se lançar de peito aberto para as surpresas, tanto positiva quanto negativa, da vida.


Pois só há prazer e sabor, onde também existem dor e dissabor na vida!


A moral deste seu aforismo é: É melhor ser desejado do que desejar, pois na primeira você é que esta no palco da vida de alguém, sendo o protagonista e ator principal, mas no segundo, você é mero expectador e coadjuvante, sentado na platéia!

Marcio Alves disse...

Seu aforismo: “Ao desejar um homem, a mulher saberá sutilmente dar os sinais necessários para ele captar a mensagem de amor que todo o seu corpo, postura e feição irão emitir. Ela conseguirá causar “desinteressadamente” as melhores ocasiões de aproximação. Ela dará a condição. Os homens venturosos em suas conquistas nunca tiveram o mesmo êxito em produzir casos e momentos como às mulheres em criar as suas próprias arapucas”


Minha analise: Na arte de sedução, temos muito que aprender com as mulheres!


A moral deste seu aforismo é: È na “fragilidade”e “inocência” que as mulheres mais exercitam sua força e dominação sobre os homens....eles pensam que são eles a conquistar, mas na verdade só conquistam porque já foram antes conquistado e fisgado pelas mulheres!



Seu aforismo: “Existem basicamente dois tipos de mulheres; as que amam o amor, que esperam o amor, e que desejam o amor. E as que gostam do homem, do ser do homem, do jeito do homem, da atmosfera de pensamento, fala, conversa e postura de homem. As que desejam o amor acabam ficando com um homem no sentido mais pejorativo de ser homem; e as que procuram um homem encontram “o homem”. Por que “o Amor”, não existe!”.


Minha analise: Todo amor é em seu amor idealizado!


A moral deste seu aforismo é: Não ame uma idéia de homem, mas o homem em si!

Marcio Alves disse...

Seu aforismo: “Ao desejar que os primeiro encontros com o homem de sua vida sejam perfeitos, que ele saiba a hora certa de falar, que durante a conquista ele não a sufoque, e saiba manter a distância exata, e avance no ritmo dela, ela pode estar atraindo sobre si um que na muita prática da conquista apurou sua arte, a não ser que ela tenha estrutura para conter um cara deste, o seu melhor pretendente será um apaixonado atrapalhão”.


Minha analise: A mulher geralmente é a culpada por namorar um cara que ela depois com o tempo vai conhecer e se arrepender de ter namorado, justamente por ter criado características de um homem perfeito, sendo este homem esperto suficientemente para fingir ser este homem perfeito.


A moral deste seu aforismo é: Não exija dos outros, o que eles não são, porque se não, eles serão o que não são e não conseguirão manter o que eles não são mais finge que são por muito tempo, por simplesmente não serem o que eles não são, e por serem o que eles são!



Seu aforismo: “Até mesmo os homens metidos a conquistadores desejam ser fieis, mas fiel a uma mulher por vez. Eles desejam sim amar com intensidade e verdade e também tem horror à traição, por isso para não trair deseja amar mais de uma, uma de cada vez. Pois o que os apavora não é o fato de eles terem que ser fiel, mas a ser fiel a uma mulher só durante toda vida, sendo que poderiam ser fiéis muito mais vezes com muito mais mulheres”.


Minha analise: O que vale na vida não é a quantidade de conquistas que você tem, mas a qualidade e intensidade dessas conquistas.


A moral deste seu aforismo é: O amor com que se ama é apenas um só, o alvo deste mesmo amor é que pode ser muitos!


E ai GRESDER, gostou de meus aforismos construídos em cima de seus aforismos, ponto por ponto?? Rsrsrsrsrsrs


Afinal você merece....até porque quando você comenta nossas postagens, você comenta as mesmas, ponto por ponto também.


Já pensou em lançar um livro só com aforismos???


Esse negocio de escrever aforismos é realmente um vicio muito gostoso. Rsrsrsrsrsrsrs


Abraços

Gresder Sil disse...

Márcio seu lazareto você me surpreendeu ,pois estava me devendo , ‘ficou duas postagens sem comentar, mas compensou agora com estes .. Deixa eu contar.. um... três.. cinco.. sete.. Estou delirando já rsrs

Olha eu escrevi muito mais coisas par o facebook, mas organizei aqui mais ou menos os que falavam de conquista e moralidade.

Aqui vai um segredo de escrita que o facebook te permite, pois ao limitar suas palavras ele te obriga a condensar o maximo da idéia em poucas linhas, coisa que eu sempre fiz em meus textos limitando uma contidade de caracteres em cada parágrafo, o que na maioria das vezes os tamanhos dos parágrafos de um texto eram iguais, pois eu conscientemente limitei para não falar de mais e falar muito em pouco espaço. Fica ai essa dica de escrita que esta ate mesmo nos antigos escritores poéticos e miticos.

Agora que já li o primeiro parágrafo do primeiro comentário eu vou ler o resto de seus nove comentários rsrs

Gresder Sil disse...

Seu canalha! Estou lendo o segundo comentário e vejo que fui ludibriado, pois têm mais frases minhas coladas do que palavras suas seu bajulador do c....

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Caro Gresder,

Não posso concordar com tudo o que coloca.

Entendo que um homem deve procurar o casamento se ele realmente está disposto a amar aquela mulher e ser fiel até à morte, mesmo quando a atração física diminuir ou cessar entre os dois.

É preciso tomar a decisão de amar, visto que o amor não pode basear-se em sentimentos ou em emoções. Veja, pois, como exponho isto nesta história que adaptei do livro "Ágape" do Padre Marcelo para o público evangélico:

Um certo rapaz tinha muitas dúvidas se de fato gostava de sua namorada. Um dia, ele foi procurar o pastor de sua igreja e pediu um aconselhamento. Depois de escutá-lo, o pastor fitou-o nos olhos e respondeu: “Só tenho uma coisa pra te dizer. Ame esta menina”. Não contente com a resposta, o moço replicou: “Irmão, ainda não tenho certeza se gosto dela de verdade”. O pastor novamente lhe disse: “Ame-a”. Então um silêncio entre ambos interrompeu aquela conversa até que o pastor prosseguiu: “Filho, você está enganado acerca do amor. Amar não é um sentimento ou uma emoção. Trata-se de uma decisão. Você resolve se dedicar a uma pessoa e isto se torna uma ação, um exercício onde haja paciência e continuidade em que você cultiva o relacionamento com sua mulher. Mas é claro que para isto você deve estar desde então preparado para as batalhas que vão acontecer em qualquer relacionamento. No entanto, tenha perseverança e vá em frente, aceitando-a, dando-lhe valor, respeito, afeto, ternura, admiração e compreensão. Ou seja, simplesmente você deve amá-la, pois sem amor nada faz sentido”.

Meu mano, entendo que, mesmo havendo no homem o desejo de adulterar, cabe a ele não atender a este desejo carnal e praticar o amor quanto à sua companheira.

Gresder Sil disse...

Quem disse em adultério????

Não entendo como você viu isso, isso é uma fantasma?!

Falo de tipos pessoais, de homens diferentes, de solteiros “irremediáveis” de homens que por varias razões não se encaixam no casamento, ou pelo menos não vão se casar cedo.

Impor o casamento para todos é a maior monstruosidade e falta de conhecimento sociológico psicológico e até bíblico que eu já vi.

Isso é tão sem noção, é tão imoral por criar a destruição do que a própria imoralidade da sociedade que já sabe que o errado não é o sexo livre entre solteiros, mas o sexo prostituido de muitos casados, o sexo vendido das esposas, o sexo privado dos maridos, o sexo sem desejo o sexo sem espontaneidade dos dois etc.

A moral sexual do velho testamento não é mesma da do s evangélicos, mas tais temas eu vou tratar ainda em uma serie de três meses de postagens onde eu falo sobre os evangelhos e o seu grande problema: o sexo.

Eduardo Medeiros disse...

infelizmente o cristianismo evangélico pôs no sexo todo a sua carga moralista com a ideia equivocada que o casamento é algo "santo". o casamento jamais foi santo, nem mesmo para o deus do at, é só ver a moralidade sexual dos campeões de deus: abrãao, davi, salomão, etc

o casamento é um invenção humana, biológica e social. é o melhor modelo para se criar filhos que existe, mas não é o único.

sexo é uma coisa, amor é outra...nós nascemos com o impulso sexual, é biológico, já o amor, nós inventamos. o amor eterno, também é invenção nossa, assim como o amor romântico...

o que a natureza quer é propagar a espécie, seja com os ratos ou com os humanos. o nosso difeencial é exatamente nos sentimentos mais nobres e elevados que pussuímos e a decisão de amar que podemos ter.

confesso que sou romântico e sempre quis me dedicar e amar somente uma mulher e viver com ela todos os bons e maus momentos da vida. não que eu não tenha o desejo inconfessável de comer todas as mulheres gostosas que passam na minha frente...mas como diz o qoelét, até comer muitas mulheres produz canseira e enfado...

creio que até o mais imperdenido solteirão que por princípios morais também inconfessáveis é fiel a cada mulher de vez, quer mesmo é chegar aos 70 anos e ter ao lado um mulher especial, mãe de seus filhos e companheira de uma vida.

cumplicidade, compaheirismo e amor(sim, amor!!) são coisas que todos nós queremos em nossas relações, até que seja uma de cada vez.

eu acredito no amor pois vivo com uma mulher que eu amo e sei que sou amado por ela. isso é passaporte para a eterna felicidade? claro que não, mas é uma boa base.

quanto ao mais, digo aos solteiros que não se casem. aproveitem a solteirice, conquistem e sejam consquistados, amem e sejam amados, mesmo se for só por uma semana, pois tudo "vale a pena se a alma não for pequena". e se um dia, uma mulher especial cruzar o seu caminho, não a deixe escapar. faça tudo para ser eleito por ele como também um homem especial. então se case, ame-a com todo seu coração, seja feliz, tenha filhos e deguste o prazer que só a cumplicidade entre um homem e uma mulher pode trazer.

mas se você não cruzar com tal mulher, pense bem se quiser juntar os trapos com aquela gatinha de final de semana.

Gresder Sil disse...

Marcio vou juntar e responder por ordem da sua avaliação dos Aforismos.


Aforismo 1)

“Chego à conclusão ao ler este seu aforismo, que na vida às vezes, você acaba se tornando mais “imoral” ao tentar justamente ser “moral” do que propriamente se você logo decidisse ser “imoral” de cara. A moral deste seu aforismo é: há às vezes maior “moralidade” na “imoral” e “imoralidade” na “moral” do que o contrário.”

É isso mesmo, transformar um espinheiro numa macieira acaba produzindo uma aberração e as alegações de transformações só são possíveis porque a pessoa passa de fase de vida e não por que foi mudada de uma vez.

Aforismo 2)

“Este seu aforismo esta totalmente alinhando com minha nova postagem que acabei de postar. Rsrsrsrsrsrs A moral deste seu aforismo é: Não faças nada que não seja voluntario, fluente, natural e coerente com sua natureza e personalidade!
Ou então: Tudo que for demasiado esforço para você, simplesmente rejeite, porque o que é e esta em você sai com naturalidade e prazer.”

Depois eu comento esse tema lá.

Aforismo 3)

“ Eu tenho que aprender a mentir mais para minha mulher. Rsrsrsrsr A moral deste seu aforismo é: Quando uma mulher pede para um homem que ele diga somente a verdade para ela, ela na verdade se esqueceu apenas de dizer que a verdade que ela quer que este mesmo homem diga, não é a verdade dele, mas a dela!”

No seu caso que você gosta de sua mulher e não quer ficar sem ela, se for necessário mentir deve sim, sempre que puder e der, mulher adora mentira, todas, tanto as fixas como as ocasionais.

Aforismo 4)

“Minha analise: Por isso que eu não gosto de religião, pois ela “obriga” o sujeito a ser ou se tornar uma coisa que ele não é em sua essência. A moral deste seu aforismo é: Cuidado! Jesus pode até salvar sua alma, mas não irá satisfazer seu apetite sexual!”

Na verdade a moral deste aforismo é cuidado a religião pode te segurar por um tempo mas não pela vida toda, no final voce acaba virando um hipócrita safado e escondido, “sai dela povo meu”

Aforismo 5)

“É melhor ser um bom solteiro do que é um mal casado.
A moral deste seu aforismo é: Use sua maior fraqueza como força!”

É isso mesmo! é usas nossas limitações para sermos o melhor em nossas próprias deficiências.

Gresder Sil disse...

Aforismo 6)

“Minha analise: Ai também, vai depender de que mulheres são estas dos “poucos com muitas” ou dos “muitos com poucas”, porque sinceramente, as vezes é melhor se ter só uma muito boa em tudo, do que muitas más em tudo. A moral deste seu aforismo é: Seja casado e você atrairá muitas mulheres para si.
As mulheres em geral, adoram homens com aliança, pois agora são elas que estão na caça e não apenas sendo caçadas, porquanto, quanto mais difícil for a caça de se pegar, mais valor ela tem em si!”

O tipo aqui de mulher é solteira de entre vinte e trinta e cinco anos, que sai todo final de semana. mas cabe também a outras em outro casos e situações.

Aforismo 7)

“Minha analise: Este conceito Freud chama de “narcisista”, do qual a pessoa – e não somente o homem, mas também a mulher – tem medo de amar e, conseqüentemente sofrer, cria um mecanismo de defesa, que Freud denominou de “narcisismo”, onde ela apenas quer ser amada e desejada, mas nunca amar ou amar de forma intensa para não se frustrar. Mas penso eu que a graça no amor não esta em nunca se frustrar, por justamente se blindar com a vida, mas justamente o contrário, o de se lançar de peito aberto para as surpresas, tanto positiva quanto negativa, da vida. Pois só há prazer e sabor, onde também existem dor e dissabor na vida! A moral deste seu aforismo é: É melhor ser desejado do que desejar, pois na primeira você é que esta no palco da vida de alguém, sendo o protagonista e ator principal, mas no segundo, você é mero expectador e coadjuvante, sentado na platéia!”

Essa sua análise de sermos o protagonista da vida dos outros e perfeita genial, gostei muito.

Aforismo 8)

“Na arte de sedução, temos muito que aprender com as mulheres! A moral deste seu aforismo é: È na “fragilidade”e “inocência” que as mulheres mais exercitam sua força e dominação sobre os homens....eles pensam que são eles a conquistar, mas na verdade só conquistam porque já foram antes conquistado e fisgado pelas mulheres!”

Isso mesmo, se ela não der condição e chance nada feito.

Aforismo 9)

“Todo amor é em seu amor idealizado! A moral deste seu aforismo é: Não ame uma idéia de homem, mas o homem em si!”

Vejo que entendeu tudo facilmente, não preciso nem comentar.

Aforismo 10)

“A mulher geralmente é a culpada por namorar um cara que ela depois com o tempo vai conhecer e se arrepender de ter namorado, justamente por ter criado características de um homem perfeito, sendo este homem esperto suficientemente para fingir ser este homem perfeito. A moral deste seu aforismo é: Não exija dos outros, o que eles não são, porque se não, eles serão o que não são e não conseguirão manter o que eles não são mais finge que são por muito tempo, por simplesmente não serem o que eles não são, e por serem o que eles são!”

Ao rejeitar um apaixonado trapalhão e sincero a mulher só se fode,cai nas garras de um cafajeste, bem feito!

Aforismo 11)

“O que vale na vida não é a quantidade de conquistas que você tem, mas a qualidade e intensidade dessas conquistas. A moral deste seu aforismo é: O amor com que se ama é apenas um só, o alvo deste mesmo amor é que pode ser muitos!”

Na vida é assim ou se ama uma só pessoa, ou mais de uma ou nem uma, cada um escolhe seu destino se puder e pra cada vida dessas se terá os pros e contra.

Paulinha disse...

Pelo amor de nosso deus....é por isto que os comentários crescem como uma função exponencial crescente...pois só o Marcio lota a página deste menino orgulhoso! rss...

Isto é golpe baixo...pode pararrrrrrrrrrrrrr!!

Ohh Marcinho meu amigo do coração...será que você não sente um pouquinho de saudades do meu querido bloguinho?!! buaaaaaaaaaaaaaaaaaaa...

Belíssimo comentário DUZINHO, concordo plenamente. O segredo é viver todas a emoções possíveis, sem colocar a estoria do tal amor no meio, e quando menos esperarmos...se surgir do nada aquela pessoa por quem nosso coração acelera e nossas mãos se tornam trêmulas, e os olhos se cruzarem.....aí vale a pena arriscar um futuro juntos, rodeado de filhotinhos!! rss.

BeijãoOo genteeeee...

Marcio Alves disse...

PAULINHA

Eu sinto saudade de todos os blogs que eu comentava, mas que devido ao meu serviço ter aumentado exponencialmente, principalmente por que é final de ano, estou tento pouco e às vezes nada de tempo para a blogosfera, inclusive, semana passada, fiquei a semana inteira sem poder se quer mexer na internet.

Mas assim que passar este vendaval de serviços, e voltar à velha calmaria, então eu volto a comentar nos blogs que já faz um tempão que eu não apareço.

Abraços

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

GRESDER,

Procure me entender! Pobre de nós seria se o amor fosse baseado no sentimento das emoções, com a predominância do eros e não do ágape.

Quando digo podemos viver conforme a nossa natureza, fazendo todas as vontades da carne pois o fim dessas obras é a destruição, a morte.

O sexo deve ser algo que fazemos com conexão, embora nem sempre sejamos capazes de nos conectar por inteiro à mulher que escolhemos para amar.

Se um homem não tem o dom de ser marido, melhor será para ele que jamais toque em mulher. Foi o que os dicípulos de Jesus concluíram quando o Senhor lhes mostrou qual era o elevado padrão de Deus para a relação de qualquer casal.

Estou casado com minha mulher há quase 12 anos (no papel há quase 5) e não vou ser hipócrita de dizer que minha atenção seja em todo momento exclusiva para ela. Aliás, hoje atravessamos muitos problemas pois a saúde dela não anda legal. Sinto desejos por outras e, mesmo quando estou transando, nem sempre consio deixar de pensar em cenas eróticas envolvendo as garotas que vi na rua ou as atrizes da televisão. E, como a coisa tá boa na hora, decido relaxar e gozar, sabendo que vivo debaixo da graça.

Mesmo com uma transa imperfeita, vou prosseguindo neste amor falho, cuidando dela, agindo com doçura, acompanhando-a em seus tratamentos médicos e tentando colocar Deus na nesta relação. Se a deixasse para ficar com outra, seria um homem infeliz, derrotado na sua missão de promover o bem. Todavia, quando mato a minha carne, encontro o fruto da vida e passo a compreender o significado desta, provando do amor, da alegria, de uma paz eterna e duradora.

A verdadeira felicidade está em fazermos a vontade de Deus, negando a nós mesmos e oferecendo nossas vidas diante do altor do Senhor. Temos que esmurrar todos os dias os nossos corpos, dando bofetões na carne e seus mais perversos anseios.

Por favor entenda minhas palavras, mano!

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Em tempo!

Sem aprofundar-me na espiritualidade, pois nem todos são espirituais, sou favorável ao casamento jovem das pessoas afim de moldar uma nova sociedade através de um comportamento que considero economicamente saudável e ótimo para o desenvolvimento do país e a sobrevivência cultural do Ocidente.

Abomino o comportamento dos jovens de "ficar" ou fornicarem. Não sou radicalmente o sexo antes do casamento (no papel), desde que os dois afoitos resolvam viver aliançados em fidelidade, ressaltando, porém, sobre o perigo da banalização do compromisso porque é muito fácil um homem transar com a fulana e depois achar que pode se casar com outra porque não assinou nada ou o seu namorico não teve nenhum reconhecimento social.

Ainda assim, há que se considerar a força existente nas atitudes externas das pessoas que não têm o seu interior trabalhado de modo que, se Moisés e célebre escritor C. S. Lewis consentiram com o divórcio dos homens de coração endurecido, também não me oponho à existência de um controle da sociedade por meio de uma moral. E olha que eu detesto a moral...

Como o assunto é longo, sugiro aqui a leitura de um artigo que escrevi no mês passado cujo título é "Nossos jovens deveriam trabalhar e se casar mais cedo!":
http://doutorrodrigoluz.blogspot.com/2010/11/nossos-jovens-deveriam-trabalhar-e-se.html

Gresder Sil disse...

PAULINHA de novo você elogiou outra pessoa aqui mais do que eu! Que negocio é esse? A casa, e a bola é minha, o aniversariante sou eu! Então sou eu que recebo os cumprimentos e os parabéns.

Mas realmente o comentário do EDUARDO foi muito bom, muito sincero, não precisa nem acrescentar muita coisa, você falou o que os outros homens não têm coragem de confessar, mas sentem, e quem reconhece suas tentações fica mais fácil livre delas.

RODRIGO o casamento é uma bosta mesmo, deserto sexual, tentações dobradas etc. Mas por outro lado cria sentimentos e posturas nobres como a sua. Mas nem todos os homens são iguais, e a poligamias é o natural inevitável de muitos, pois na natureza o macho alfa sempre fica com mais fêmeas, leia a bíblia e vejam quantas mulheres os fudidões da fé tinham. Boa sorte pra você. Pode crê que você é um cara muito admirado como homem e esposo, e isto tem o preço que você paga.

E antes que você diga de dispesaçoes da graça e lei, essa coisa ridícula não existe, existe culturas, épocas, civilizações, povos, eras, conjunturas sociais, e religiões mundiais.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

GRESDER,

Ao contrário do que talvez pensa a meu respeito, sou muito tolerante em relação à poligamia. Se eu fosse fazer missões em países africanos e asiáticos, bem como entre povos indígenas, não tentaria transformar em pecado tais costumes. Diria que, no princípio, Deus criou um homem e uma mulher, como diz lá em 'Bereshith' (Gênesis), o primeiro livro da Torah.

Antes de defendermos ou não a tolerância á poligamia, pensemos: Se um homem já tem várias esposas, como poderá divorciar-se de quase todas e ficar apenas com a mais antiga? Seria isto justo aos olhos de Deus? Como uma mulher rejeitada nesses países vai sobreviver tendo ainda que criar os filhos do marido que a rejeitou e com dificuldades maiores do que no Ocidente para conseguir um novo matrimônio?

Por sua vez, será que a mulher sente-se satisfeita e dividir o seu marido com outra e com outras mesmo dentro de uma cultura polígama? A guerra sexual entre Raquel e Lia não seriam evidências suficientes dessa insatisfação? E por acaso Abraão ficou feliz quando surgiram conflitos entre Sara e Hagar e depois teve que despedir a escrava com seu filho que, na cultura daqueles tempos, não era algo muito pior do que a bigamia?

Não podemos nos esquecer que o Evangelho não veio para ferrar com a sexualidade das pessoas. Foram os intérpretes gregos que, além de terem colocado algumas palavras na boca de Jesus (quando traduziram as traduções recebidas para os textos dos Evangelhos), começaram a padronizar os costumes monogâmicos deles, o que ficou evidenciado nos posicionamentos da Igreja que, no século II, já era essencialmente grega.

Além do mais, devemos observar também que a poligamia já estava sendo abandonada pelos judeus nos tempos de Jesus, embora ainda persistiu sem proibições dentre alguns grupos judaicos até o final do primeiro milênio, mesmo contrariando uma orientação expressa da Torah para que o homem não tivesse outra mulher enquanto sua esposa fosse viva (Lv 18.18). Só que, entre os judeus, sempre foi tolerada a pluralidade.

Não acho que minha natureza seja muito diferente dos demais homens. Apenas tenho decidido por ser fiel à minha esposa, mesmo sentindo desejos físicos por outras garotas que vejo pela rua. E, se der vasão a estes sentimentos, sou capaz até de transar com uma menina de seus 14 anos, o que, na cultura urbana repressiva das Américas, é pior do que um homem transar com outro ou do que alguém sair fazendo bacanal com casais, travestis, etc. Mas tenho observado que todos somos capazes das piores coisas e que podemos também melhorar debaixo da graça divina.

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Em tempo!

Recentemente participei de uma discussão no site do Café História onde debatemos "Por que a maioria das religiões associam sexo a algo que separa o homem do seu campo espiritual?", pelo que compartilho a seguir parte do que escrevi.

As culturas judaica e grega, embora se conflitassem, produziram uma síntese que foi não só o casamento monogâmico, como a ideia mais ampla do adultério cometido pelo homem que se lê nos Evangelhos, decorrente de uma interpretação da Torá judaica:

"Jesus respondeu: "Moisés permitiu que vocês se divorciassem de suas mulheres por causa da dureza do coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério". Os discípulos lhe disseram: "Se esta é a condição do homem e sua mulher, é melhor não se casar". Jesus respondeu: "Nem todos têm condições de aceitar esta palavra; somente aqueles a quem isso é dado. Alguns são eunucos porque nasceram assim; outros foram feitos assim pelos homens; outros ainda se fizeram eunucos por causa do Reino dos céus. Quem puder aceitar isso, aceite".
(Mateus 19.8-12; NVI)

Nos livros deuterocanônicos, a concepção judaica já caminhava para a monogamia e para uma vida sexual mais disciplinada. E repare também que a base do pensamento do Evangelho foi a Torá, uma teologia elaborada através da interpretação das origens.

Em outras palavras, o que os Evangelhos propões não deixa de ser o eros subjugado pelo agape dentro da própria relação matrimonial.

Finalmente consideremos que as discussões sobre o divórcio já existiam no meio judaico algumas décadas antes do ministério de Jesus, entre a escola de Hillel e a escola de Shammai.

noreda disse...

Gostei do texto, mas sou suspeito a falar do assunto né?

Isso aqui ficou genial:

"Você pode sim mentir para conquistar e manter uma mulher, o que você não pode e atrasar a vida de uma moça que esta pronta para receber um homem que não é você.

Mas as que para aprenderem valorizar um homem, precisam de um “cafajeste”, saiba interpretar o que ela deseja ouvir quando te pede a verdade. Pois este tipo de mulher que esta liberada para você, mesmo sabendo não suportaria ouvir sua verdade."

É bem por aí mesmo!

Abraços!

Anônimo disse...

Ótimo texto , só não gostei dessa parte de que padecer por amor é coisa para as mulheres.??? Quantos homens sofrem excessivamente por uma mulher ihhhh tem de monte. Abraço e Sorte

Postar um comentário

.
“todo ponto de vista é à vista de
um ponto, nos sempre vemos de um
ponto, somente Deus tem todos os
pontos de vista e tem a vista de
todos os pontos.”
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...