segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

O manifesto de um Cristianismo a-religioso



Desde já esta “oficialmente” inaugurado um novo Cristianismo, um novo modo de interpretar o sagrado por termos visto a realidade evidente da inaptidão total da igreja cristã como religião para todas as pessoas de personalidades diferentes, e tipos sociais distintos. Pois o que se precisa agora é de um cristianismo para aqueles que depois terem passado pela religião, não deixaram de serem essencialmente religioso. Só que agora uma fé, expressado nas mesas dos bares e encontros virtuais, pois espontaneamente milhares estão fazendo o mesmo no mundo inteiro, e já não se tem mais volta, porque descobrimos que a fé profunda de um coração forte sobrevive sem as regras e mandamentos das intituiçoes.

Um Cristianismo onde a religião não mais determina ao homem adulto o que ele pode beber, que musica ouvir e onde freqüentar, ou como ele tem que lidar com sua libido, mas onde cada um decide conforme a sua consciência com quem e quando ele pode desenvolver a sua sexualidade a qual e é sua responsabilidade e direito por uma lei imperiosa da natureza. Que de uma forma ou de outra à de se expressar, quer seja doentia ou explosiva pela repressão da religião, ou programada e responsável pela consciência de um cristianismo de moralidade adulta e secular. Entretanto, por mais que não se tenham as regras, o coração não se perverteu, pois esta profundamente marcado, pelo fato de termos passado pela religião, e termos olhado demoradamente nos olhos do Cristo sobre a Cruz.

Trata se de uma fé purificada da dissimulação que é elemento da religião e por isso quando no nosso momento de ira nada santa, não mais xingamos com os palavrões e insultos evangélicos hipócritas carregados de raiva como: maldito, desviado ou filho do diabo, vamos logo com um filho da Puta de uma vez, porquanto ser filho de puta que se vende para criar os filhos é bem melhor do quer ser filho do cramulhão que é um cara muito religioso, pois não sai da boca e ambiente dos cristãos. E a qual foi completamente abolido de nossos assuntos juntamente com os fantasmas que deixamos de temer e acreditar por nos tornarmos adultos. E se de fato ele existe, isso não nos interessa, pois anjos e demônios, céus e infernos, imortalidade da alma e condenação eterna já não nos atemoriza e nem nos seduz mais. Visto que pelo menos em tese, já saímos das Demonizações que buscam um céu espiritual em detrimento desta vida que Deus nos deu para podermos encontrá-lo nos olhos dos outros.

Um cristianismo não religioso, não se opõe necessariamente a religião (igreja), pois foi mela que começamos e demos os nossos primeiros passos essenciais. Ela é a nossa grande Mãe, e por mais que a maioria dos seus filhos vivam ao seu redor e sobre a sua tutela e proteção, nos como filhos mais individualistas e rebeldes tivemos naturalmente que sairmos para ganhar a vida em outros mares. Mais ainda devemos seu respeito como genitora de nossa fé, e por isso sempre voltamos à tardezinha no final do dia para tomarmos café com os nossos irmãos mais velhos e rabugentos, e ouvir os repetitivos e bons conselhos dessa respeitosa e amada Senhora quase caduca.

Tudo o que a religião não queria, agora fazemos! Assentamos a roda dos escarnecedores, nos detemos a ouvir o conselho dos ímpios e também trilhamos o mesmo caminho dos pecadores. Tendo em mente de que o que não é mais proibido não mais exerce sedução sobre a nossa alma. E é por isso que o único requisito que se tem para poder entrar nessa religião pretensamente não religiosa é que o coração esteja liberto do medo de Deus, seja forte, nobre e naturalmente inclinado ao bem. Para que não mais se estabeleça novas regras e uma nova conduta a qual não seja espontânea de um bom coração a moda dos honestos e bons cidadãos não praticantes da religião.

Gresder Sil

30 comentários:

Edson Moura disse...

Caramba! Eis aí um "Lutero" dos dias atuais!

Admirável sua coragem Esdras, em escrever este manifesto, só falta um de nós...da confraria, pegá-lo na surdina e espalha-lo pelas redondezas...lembra?

Temos um mestre que recebeu vários apelidos..dentre eles: "Amigo dos pecadores", oras, Jesus sempre se assentou na roda dos escarnecedores, não é verdade?

"Visto que pelo menos em tese, já saímos das Demonizações que buscam um céu espiritual em detrimento desta vida que Deus nos deu para podermos encontrá-lo nos olhos dos outros".]

É exatamente isso que eu tenho tentado falar...mas sem conseguir verbalizar, Seu grito de protesto ecoará, e surtirá efeito nos corações de muitos.

Pouco me importa o "porvir", quero viver o agora, e poder abraçar um irmão aqui...já, pois depois, no "céu", nós não nos lembraremos dele..(segundo a tradição é claro!)

Belo manifesto!

Abraço amigo!

uma das respostas particulares da lista de e-mail disse...

"Querido

Leia a bíblia e entenda ela plenamente e depois escreva. Nós que estudamos a palavra de Deus em sua essência, discordamos de várias situações. Existem algumas escolas teológicas muito boas como Ibicamp, entre outras. A verdade da bíblia é única e para vc escrever certas sistuações precisa entender o contexto bíblico. Não mude o evangelho, isso é muito perigoso. Existe uma passagem dentro da bíblia que diz: Não acrescente nenhuma palavra além do que bíblia fala.

Não use em seus artigos palavrões. E mais ainda, por gentileza, me tire da sua lista."

Isaias Medeiros disse...

Gosto do que você diz sobre a importância que a igreja institucional teve na trajetória de todos nós. É uma grande verdade; tanto quanto o fato de que nossas experiências individuais foram decisivas também.

Isso de certo modo responde ao receio de que estejamos a desprezar a religião tal qual ela é encarada pelos nossos "rabugentos irmãos mais velhos" (risos) ou de que achemos que ela seja totalmente inútil para todo mundo, sendo que não é bem assim.

Está sobscrito.

Forte abraço.

Marcio Alves disse...

O Cristianismo dos cristãos a-religiosos atuais atualizados é o aprofundamento do ir além mais dos limites engessados pela a-culturação dos antigos e enrijecidos valores da valorização dos estatutos do status quo, sendo a marca marcada nestes, a ousadia de viver sem mecanismos da mecânica culpabilizadora e melindrosa do medo, neurotizando o existir, impondo e sobrepondo a essência do ser, pela maquiagem do aparentar ser.


Enxergamos vendo através do olhar refletido no espelho a imagem de nossa crença descrida, mas acreditada, vivenciada na vida a nossa vida vivida como se o Ser supremo não existisse, mas existindo em nossa existência, permeado nossos valores de valorização, embebedando-nos de sua imanência, em nós refletindo no outro o seu reflexo da refração da transcendência humanizadora.


Fé profundidadora ressurgida na ressuscitação incorporada e fortificada no desafio desafiante de ter que ser sem ser e ao mesmo tempo em que deixa de ser, apenas nos ambientes climáticos e supersticiosos da superficialidade artificializadora dos caminhos nos caminhos caminhadores religiosos.


Onde não há determinações de fora para dentro, mas de dentro para fora, aflorando no determinante determinador individuo que determinam quais serão as suas determinações para determinar a sua determinação.


A corrupção do ser não impedida pelas mecânicas religiosas, não impedirá tais impedimentos no interior, pois por mais fortes que sejam as amarras para se amarrarem os indivíduos, contudo, mesmo nas amarrações do externante exterior, a essência continuadora e diferenciadora não será presa, pois está condenada a ser o que se é, mesmo não sendo apercebida pela percepção do individuo, mudada na configuração da imagem religiosa.


O caminho mais excelente sempre será a excelência da consciência, mesmo que seja esta corrompida pelo ser e/ou meio que se vive, mas ainda sim é a consciência da essência essencializadora da substanciação do profundo e oculto, mas que vai gradualmente se revelando nas revelações do espelho do outro, pois o que se é, é, e a dignização do a-religioso é ser quem ele é, reconhecendo o seu ser nas misturas miscigenada da religião, sem perder sua alma da essenciabilidade.

Edson Moura disse...

Marcio! Que que é isso sócio?

Entendo desentendendo o que achei ter entendido do entendimento do seu comentário cara!

Que loucuuura!

Levi Bronzeado disse...

Caro reformador Gresder



O seu incisivo texto está eivado de verdades. Verdades que são nossas e motivo maior de nossas interações aqui nesse recanto. No entanto, quero ressaltar que o que escrevemos e discutimos saudavelmente aqui, já é um protesto ou uma espécie de manifesto, e que o nosso discurso, mesmo de forma inconsciente, não deixa de ser uma ação de repúdio realizada indiretamente.

Não sei se o J. Lima há de concordar comigo, no que vou dizer: Por trás de um manifesto, de um ato público ou de uma carta explicitamente endereçada existe sempre um desejo inconsciente. Porque eu falo “inconsciente”? Falo, pelo fato de entender que, antes de agirmos ou tomarmos qualquer decisão, algo de nossas profundezas nos moveu para que caminhássemos naquele sentido.

Creio que os nossos escritos, já são uma luta virtual, e expressam a nossa não compactuação com o simulacro de cristianismo castrador da liberdade de pensamento, que anda em voga na mídia gospel.

Já que um dos membros da confraria falou em Lutero (rsrsrs) eu quero adiantar o que penso:

Se o grande reformador protestante vivo fosse, e quisesse, hoje, realizar uma guerra santa ( no bom sentido), eu tenho dúvidas quanto a minha disposição em me engajar nas suas hostes.

Mas o que Gresder escreveu é a mais cristalina verdade, e que não podemos ficar a vida toda infantilizados no cercado religioso, muito embora, reconheça que sou muito cético, ou seja, tenho as minhas dúvidas quanto ao pensamento de que um manifesto vá mudar a situação do evangeliquês universal pregado aos quatro cantos da terra pela mídia Gospel.


Abçs,

Levi B. Santos


P.S.: Estou ansiosamente aguardando a opinião do grande Nureda. Ela se faz necessária nesse momento. (rsrsrsrs)

Eduardo Medeiros disse...

Pena que esse manifesto será solenemente queimado, rasgado, abominado, pela cristandade brasileira. Crescer é doloroso demais, melhor é ficar prá sempre na casa do pai sendo sustentado por ele.

Gresder Sil disse...

Que Lutero? Aquele porco nojento sai fora! Ou você Também pensa que aquele monge safado era um santo? Aquilo era uma raposa oportunista que consentiu com a morte de alguns que dele discordava. Sem contar que ele era um fornicador que não esperou a cerimônia para furar o coro com a freira sua futura esposa...

Meu Deus se formos falar da vida de todos os homens de Deus nos íamos desvirar os quentes...
Mas obrigado e sabe Edson eu já estou tão queimado aqui em campinas que não tem mais volta rsrsrs, mas isso me da uma liberdade absoluta para dizer aquilo que eu creio necessário que alguém diga. Creio que eles estão deixando eu me acabar sozinho, mas acontece que o homem passa e sofre, mas o escritor dentro dele triunfa na sua imortalidade, por isso o veneno pro autor é vitamina para sua obra.

Gresder Sil disse...

Márcio que negocio é esse aqui o filósofo sou eu e não você, mas como em angus caso quase só você me entendeu, me deixa retribuir falando de forma simples sobre a questão central que permeia todo o seu comentário.

A sua preocupação é a mesma da minha, mas eu não coloquei no texto claramente como você sentiu e descreveu em seu comentário. Que é a questão de que um cristianismo a-religioso é o modo mais coerente de se expressar a nossa fé, pois de outro modo seriamos incoerente conosco mesmo, vivendo fora das paredes mais com a mente emparedada, ou vivendo dentro da estrutura na liberdade que quem esta fora. E por isso ser a-religioso corresponde ao nosso modo pratico de expressar toda a nossa fé não institucionalizada.

Pois contraditório mesmo são eles que dizem crer nas coisas espirituais enquanto estão muito mais preocupados com as coisas materiais deste mundo. Pois nos que declaradamente dizemos amarmos o mundo, falamos muito mais preocupadamente sobre Deus e vida eterna do que eles, que dizem amar a Deus e não o mundo.

Gresder Sil disse...

Levi eu também não creio na utopia de um novo cristianismo, mas apenas enxergo uma necessidade cada vez mais frequentes de pessoas que estão fora da religião, mas ainda acreditam em Deus e em Jesus, e acho que é para elas que devemos se direcionar.
Como falou o Isaías, não estamos desprezado a igreja, mas criando uma religião para os que dificilmente acreditarão mais na necessidade dela.

Eduardo Wuilliam ( por e-mail ) disse...

Credo!! Este é o meu credo!
Vou pendurá-lo na cabeceira
da cama para decorar e
ensinar a todos que convivem comigo!

Gresder Sil disse...

Isaías realmente nos não estaríamos aqui felizes e crendo como nunca se não tivéssemos passado pela religião, não que somos os irmãos mais inteligentes e espertinhos, mas os mais rebeldes e individualista mesmo, mas somos filhos do mesmo Pai e da mesma Mãe, e mãe que é mãe não rejeita seus filhos, nem um deles.


Eduardo Medeiros se os outros rasgarem faça como seu xará meu amigo e pelo menos pendura o seu exemplar na parede do seu quarto, pois o meu eu vou afixar nas portas da assembleia de Deus aqui de campinas rsrsr

Marcio Alves disse...

Qual é Gresder, estou lhe dando a honra de somente em seu blog, ter o meu brilhante comentário subjetivo-pleonasmal-neolologico, e você ainda vem reclamar??

Não será que, de uma certa forma, estou ofuscando as suas postagens??? Rsrsrsrsrs

Outrossim, você realmente não é tão burrinho assim, talvez seja até um pouquinho inteligente, pois a maioria das pessoas as quais mostro meus comentários – que alias, eu guardo todos no World, derrepente pode ser que venha fazer o maior sucesso, afinal nunca se sabe. Rsrsrsrr – já você conseguiu entender!!!

Apesar que não é tão dificil assim de saber, pois obviamente se eu comento sua postagem, só poderia estar abordando ela!!

Mesmo assim, vou dar um voto de confiança a você – mas fique esperto, pois das próximas vezes, eu posso te pregar uma peça, para ver se você realmente entende os meus comentários, pois até o Edson não conseguiu entender, imagina os outros. hahahahahah

Gresder Sil disse...

Seu idiota eu não entendo com a mente seu comentário eu sinto com o coração rsrs

Lembra que você disse que para comentar um texto meu você se deixou ser lido por ele, então é quase a mesma coisa.

Mas o que eu disse foi que você disse o que eu não disse, dizendo sem dizer.

Marcio Alves disse...

É isso ai Gresder!!!
Estou orgulhoso de ver que você aprendeu direitinho comigo!!! Hahahahah

Este é, sem duvida, o maior segredo para entender o meu comentário subjetivo-pleonasmal-neolologico!!!

Paulinha disse...

Hahahahaha..

Marcinho, Marcinho...o filófosofo do século XXI..

..."Onde não há determinações de fora para dentro, mas de dentro para fora, aflorando no determinante determinador individuo que determinam quais serão as suas determinações para determinar a sua determinação.

Parabéns pelo ensaio Gresder, muito bom....mas concordo com o comentário do DUDUZINHO!!

Beijos!!

Marcio Alves disse...

Que isso Paulinha, eu filosofo do século XXI????

Não fala isto não, e principalmente no blog do Gresderzinho, ele não vai suportar tal elogio a minha pessoa, ainda mais em sua própria casa. Hahahahahah

Desculpe-me mais uma vez Gresderzinho, por eu sem “querer” ter ofuscado o brilho da sua postagem. Hahahahah

Ontem mesmo o Edson chamou minha atenção dizendo que era a primeira vez que você colocava um texto objetivo sem ser subjetivo, ai eu vou lá e ainda sim, consigo e faço um comentário todo subjetivo. Hahahahaha

Esperem para ver quando você colocar novamente uma postagem subjetiva, o “estrago” que irei fazer em seu blog de pergaminho antigo e feio. Hahahahahah

Gresder Sil disse...

Paulinha não seja burrinha acreditando que esse jumento é um grande sábio, veja lá no blog do Bill como eu desmarcarei ele, provando que esse comentários dele nãofaz sentido algum.

Marcio Alves disse...

Gresder você realmente é um invejoso, e ainda por cima é burro que doi........

Aquele seu comentário do paraguai nem de longe se compara com meus sublimes comentários.

não fica tristinho não viu....mas continue treinando e me plagiando, que sabe um dia você chega lá. (Só não sei a onde. rsrsrsrs)

Paulinha disse...

Hahahahaahah....meninos não briguem...kkk....

Gresder não precisa ficar com ciúmes que elogiei o Marcinho, você também recebe elogios de mim sempre....rs..até parei, porque obedeci o comando de "elogiar menos" do capitão Dudu.....rs

Beijos!!

Gresder Sil disse...

Márcio eu acho que até agora você não conseguiu entender, ou esta se fazendo de bobo para não passar vergonha, não tem nada a ver com pragiar mas com desmascarar...

Marcio Alves disse...

Gresder você é mesmo um burro que finge ser esperto mesmo........

Eu estou brincando com você, e você nem percebeu ainda, pois quando eu disse que você estava me plagiando, pois é claro que não!!!

Pois aquele seu comentário mixuruca, muito mal desenvolvido, que foi uma tentativa frustante de me copiar, nem passou perto dos meus brilhantes comentários.

Pode ficar sossegado Gresder, que a Paulinha também te elogiou!!!!

Gresder Sil disse...

Não Márcio você não esta brincando, você não entendeu ainda que ao fazer um comentário propositadamente sem sentido eu estou dizendo que os seus comentários não tem sentido...

Marcio Alves disse...

Gresder você é mesmo muito burro!!!

Ao dizer que os meus comentários não fazem sentido, você está automaticamente reconhecendo que não ENTENDEU NADA dos meus brilhantes comentários!!!

Pode ficar sossegado Gresder, que neste palco que é o seu blog, tem lugar para mais “estrelas”, e eu irei continuar comentado os meus comentários subjetivo-pleonasmal-neolologico, pois usarei o seu blog como uma espécie de cobaia, pois foi aqui que eu criei este estilo, e como você é invejoso e egoísta, e não gosta de ver que outras pessoas façam sucesso, você tenta enfraquecer se utilizando do desdenho.

Você deveria ficar contente Gresder, pois somente aqui eu farei os meus comentários neste estilo, estou até pensando futuramente lançar um livro somente com este estilo literário!!!

Já imaginou Gresder que honra e prestigio possui o seu blog, recebendo estes meus comentários!!!!

MORRA DE INVEJA SEU INVEJOSO DE UMA FIGA!!!! Hahahahahah

Outra coisa, pode ficar tranqüilo, que mesmo com meus comentários, as pessoas irão continuar elogiando as suas postagens, pois todos nós sabemos, que você é movido pelos elogios, e não vivem sem eles, então mesmo que você poste um texto fraquinho, como você é doente por elogios, nós vamos fingir e te elogiar!!!!

Marcio Alves disse...

Outrossim Gresder, pergunte ao Edson (Noreda) se os meus comentários são sem sentidos, pois como eu sei a potencialidade da totalidade da capacidade literária do Edson, toda vez que eu faço estes meus comentários, eu pergunto a ele, para que possa medir o nível de minhas escritas, para saber se de uma certa forma eu evolui, e ele diz que os recursos literários que eu utilizo, tornam a sua postagem mais clara ainda, ou seja, estou te ajudando e você vem falar este monte de besteira, vê se aprende com quem sabe, depois você pensa em vir me criticar!!!!

Não prestei atenção em seu comentário, e fui logo falando que você estava me plagiando, mas lendo com mais calma, você apenas escreveu totalmente errado as palavras, e não como eu faço, que costuro o meu texto, misturando pleonasmo, subjetividade, filosofia e neologismo!!!

Acho que quando você é mais burro você parece ser mais inteligente!!! Hahahahhahah

Gresder Sil disse...

Marcio a sua inadimilivel iracivilidade é fruto evidente da sua astrossobiedade de nao poder enchergar a quantos arcancos anda a nao sobraviedade de nao saber entender que somente um comoemtario comentato por um comentador comentante pode comentulizar a cometalizaçao de todo comentario comentado.

Eduardo Medeiros disse...

haaaaaaa kkkkdkakakaka ....gresder, esse teu comentário faz todo sentido!! haaaaaaaa

Vou dar uma de paizão agora. não que eu tenha idade para ser pai de vocês (estou falando do gresder e do márcio)...pensando bem, tenho sim rssssssss

Creio que o texto do gresder merece reflexões mais profundas do que estas idiotices que vocês dois estão produzindo. PELO AMOR DE DEUS, QUE COISA CHATA!!! ÔOOOOOO brincadeiras tem limites. vocês estão ofuscando com suas diarréias cerebrais o tema da postagem.

Pronto, meu lado wagner já falou heeeeee

Eduardo Medeiros disse...

voltando ao que interessa:

gresder, você está certo, lutero não era nenhum exemplo de santidade, muito pelo contrário. dizem as más línguas que ele traduzia o novo testamento entornando vários litros de cerveja guela abaixo, nada mais comum para um alemão...

Agora quero voltar ao manifesto.

Eu já lhe disse meus argumentos contra a expressão "cristianismo a-religioso", e você deve concordar que o melhor seria dizer "espiritualidade a-religiosa".

Esta seria realmente, uma espiritualidade que não estaria presa a nenhum rito ou dogma. talvez um dia eu consiga ser assim. Mas também não sei se esse seria o melhor caminho.

digo isso porque eu sou um amante dos ritos e das construções religiosas da humanidade. Me fascina o pensamento espiritual do hinduismo, do budismo, do islã, do cristianismo e de tantas outras religiões menores.

É por isso que eu tenho tanta dificuldade de não pertencer a uma igreja. No fundo, gosto do ritual simbólico que ali é expressado pela fé. Gosto do símbolo, ainda que para os irmãos da minha igreja, nada ali seja simbólico, pois para eles, o que é dito é crido como explicação última da realidade.

Sei que não é assim. Sei que tudo o que eles crêem como realidade, é apenas construção de um significado da realidade...

Eduardo Medeiros disse...

mas respeito, na medida do possível, a crença de cada um deles. Exceto, é claro, quando uma irmazinha vem me dizer numa classe de EBD que o terremoto no haiti foi provocado por deus pela desobediência daqueles pretos idólatras...bem, ela não disse "preto" mas acho que no seu inconsciente, era isso que ela queria mesmo dizer. Olha aqui a má influência do Levi e do JL rssss

e tem também o pastor que é o professor da classe que me empresta alguns livros fundamentalistas cheios de leitinho que ele crê ser comida forte para ver se eu me converto rsssss, eu pego o livro, leio, agradeço, sem problemas.

Sabe o que para mim seria realmente interessante? seria se nós tivéssemos uma religiosidade cheia de conteúdos simbólicos e ritos profundamentes existenciais mas sabendo que aquilo ali eram apenas aquilo ali: mitos.

Mas não apenas mito, e sim, mitos que nos supre a carência de transcendência. E que tivéssemos um deus que poderia ter a roupagem velha, mas que estivéssemos cientes que aquele roupa velha foi pelos velhos profetas costurada e vestida em javé e que por isso, deus não seria esse ser banalisado que temos hoje (vide comentário do JL no evi), mas sim, ele seria o mistério último da existência, aquele a quem não ousaríamos nominar, apenar sentir e viver.

Nossa teologia seria apenas para explicar que o inominável não deve nunca ser nominado. Nossos templos seriam templos à moda antiga, cheios de significados metafísicos e não lugares com cara de teatro onde vamos para "assistir" a um culto.

Cara, tenho muito coisa prá dizer. como falei lá no Levi, vou escrever uma postagem baseando-me na postagem dele sobre o deus do velho roupão e esse seu manifesto a-religioso.

Garotos, voltemos para o debate.

Simone disse...

OLA GRESDER BOM DIA;

Eu demorei um pouquinho para comentar
Mas vim com muito carinho;
E me deparo com tão interessante texto
Não vou entrar em detalhes agora sobre ele
Mas parabéns pela postagem;


Gresder meu novo amigo...
Quase entrei em choque la no meu blog
Quando li o inicio do seu comentario
RSRSRSRSRS

De inicio não entendi nada;
Porque seu comentario estava ainda para Aprovação,então li ele fora do meu texto

Ai não sabia a qual foto você se referia
só depois de liberar o comentario
Que fui entender;

Eu entrei em choque sabia??
Pensei assim
Caramba violei os direitos autorais de alguem!
Estou perdida...
Kkkkkkkkkkk

Mas tudo bem Gresder;
Apesar de vc ter acelarado meus batimentos
Cardiacos logo no primeiro contato comigo
Ufaaaaaa

É um prazer ter você como meu amigo la na minha Sala de pensamentos...
Assim como é um prazer em estar aqui também
Sempre que possivel,lhe visitando e comentando;

EMFIM AGORA MAIS TRANQUILA;
Coração com batimentos normais rsrsrsr

Desejo-lhe uma ótima semana;
Com carinho sua mais nova amiga
Simone;

Postar um comentário

.
“todo ponto de vista é à vista de
um ponto, nos sempre vemos de um
ponto, somente Deus tem todos os
pontos de vista e tem a vista de
todos os pontos.”
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...