quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A facilidade da felicidade



Venha cá, vamos conversar... Me de cinco minutos, que eu vou te mostrar a como ser feliz... e como viver com leveza!!! Você permitiu que a sociedade te colocasse um fardo maior do que você pode carregar não é? Nossa!! Meu deus!! É tão fácil ser feliz!

É só deixar a bagagem e pegar somente o necessário para viver, e caminhar...
Caminhar, amigo(a) caminhar…
Será que você entende isso?!

Caminhar significa que não temos um ponto definido, uma estação certa, mas apenas uma estrada.
Pois se buscarmos repouso!?...
Não o encontraremos nunca numa vida tão cheia de incertezas e incidentes como a nossa.Temos que viver um dia de cada vez, uma vez de cada dia

Fazer o que é possível hoje,
levar o que podemos carregar somente.
Não querer voltar para pegar o excesso;
mas pegar o que falta pela estrada.

E caminhar...

Ver simplesmente o que esta diante dos olhos.
Não se preocupar com o que os olhos não vêem ainda,
mas andar para frente.
Devagar às vezes;
Correr quando for preciso.
Mas sempre para frente
Não parar!
Não existe ponto fixo.
Mas apenas uma estrada!

Se der para estudar, estude!
Se não der, não estude.
Se der para casar, case!
Se não der, não se desestime.
Se tiver filho, ame!
Se não tiver, ame os sobrinhos.
Se tiver casa pinte-a!
Se não tiver, alugue uma.

Tenha o que puder, ame o que tiver;
somente o que tiver a sua mão faça!
O que não der não se inquiete,
milhões no mundo se aflige pelas mesmas coisas e não vêem sobre você uma carga maior do que a dos outros, cada um recebe a sua carga.

Olhe para baixo!
Não tem casa própria?
Milhões perdem casa nas enchentes todo dia.
Mão tem amor?
Milhares nunca se quer, vão amar ou serem amados um dia.
Não tem muito dinheiro?
Milhões morrem de frio e fome...
Pra pessoas privilegiadas como nós só é infeliz quem quer
A felicidade esta ai
Pegue-a

Viva!! e também espere a vida te surpreender...
Espere ela ditar os caminhos que tem para você.
Você tem os mapas, mas os ventos e as chuvas não estão sobre seu poder.
Deixe a vida te conduzir, não face tudo sozinho(a).
Ela será generosa com que respeita as leis da existência e da vida.

E pouco é suficiente para viver.
E tudo o que essencial é fácil de se obter.
Sofremos por coisas que não são fundamentais!
Por coisas que impomos a nos mesmos...

Você acha que quem alcançou alguma coisa na vida foi porque lutou muito?
Não! Absolutamente não!
Elas apenas estenderam a mão para pegar o que estava a sua altura. Mas para algumas pessoas a vida deu braços curtos.
E são por isso que elas não alcançam...
Estão ninguém é perdedor ou ganhador! Certo?!

Mas apenas um ser aleatoriamente jogado ao mundo
Pegue a sua porção.
O que estiver no seu caminho.
O que Deus te enviar a cada dia...
Somente isso, somente o que você conseguir carregar.

Gresder Sil

15/08/2010

Retirado de um bate papo emocionante e inspirador do MSN

27 comentários:

Marcio Alves disse...

GRESDER


Este seu texto está tão imensamente rico e arrebatadoramente emocionante que eu li três vezes em seguida.


Leve e solto, improvisado e sensível, marcante e imprevisível, resumindo....está sua postagem tem a sua cara, o seu cheiro, parece que estou a escutar as batidas do seu coração quando a leio......realmente neste texto está sua verdadeira alma existencial de como ver, sentir e viver a vida.


Em essência, compartilho da mesma visão que a sua.....mas, tenho que levantar um ponto muito critico, pois mesmo tendo basicamente a mesma filosofia, eu vejo algo bastante perigoso em seu texto.


Mas antes, quero falar destacando os principais pontos favoráveis: (não todos, pois se não, escreveria uma outra postagem. Rsrsrrs)


Primeira conclusão que chego ao ler o seu texto é que a felicidade é muito mais um ponto de vista do que uma vista de um ponto.....ou seja, a felicidade tem muito mais haver com nossa percepção e concepção.


No mundo ocidental o qual fazemos parte, a felicidade é aristocrata, pois a sociedade determina que são felizes quem é rico, bonito e famoso, eu pergunto: Qual a porcentagem de pessoas que são ricas, bonitas e famosas?


Este pensamento é maldito, pois condena o resto que é a grande maioria a viver infeliz, portanto, eu sou a favor da felicidade democrática que é aquela que a própria pessoa – como fez você em seu texto – define o seu próprio padrão de felicidade, e não o que ela herdou da sociedade.


Portanto, concordo contigo neste ponto....queremos ser felizes? Então o que estamos esperando...que sejamos felizes com o que temos...para isto, não precisamos fazer grandes sacrifícios, mais apenas mudarmos nossa visão do que é ser feliz.


Incrível como as pessoas gostam e são atraídas pelo mais difícil e complicado....basta simplificar, torna a vida mais leve e solta, como você fez e faz no texto e na vida.


Continuação............

Marcio Alves disse...

Continua.........


Outra ponto muito forte em seu texto é sobre a aleatoriedade da vida, premiando alguns para amaldiçoar outros.....para mim, eu vejo a vida como um jogo de cartas, onde você não escolhe que cartas você pegará, você simplesmente a recebe e pronto.


Mas a questão é muito mais profunda...pois não podemos ter o controle de escolher quais cartas vamos jogar, porém, como jogar depende de nós.


Portanto, mais importante e decisivo do que o que a vida fez de nós sermos, é o que nós fazemos com o que a vida fez de nós sermos!!!!


Outra questão sensacional que você levantou (essa vai ser a última, ok? Se não eu vou fazer vários comentários gigantes da sua postagem) é a intensidade com a qual você descreve sua maneira de viver a vida, pois realmente é isto mesmo, tudo que nós temos hoje é o hoje, o amanhã pode vir a não existir, portanto, vivamos com a máxima intensidade possível, como se cada dia fosse nosso ultimo dia.


O futuro, filosoficamente, não existe, pois é uma abstração, nós somos futuramente um eu-fanstamagorico.


Agora vem, a meu ver, a principal critica de seu texto, está visão de que “comamos e bebamos, pois amanhã morreremos” é uma visão herdada da cultura romana, e é extremamente perigosa, pois reduz toda historia do sujeito ao momento presente que ele vive, anulando assim a visão do homem como historia, tendo passado, presente e futuro.


Pense se todas as pessoas penassem assim....não teríamos mais escolas, empregos e nem faculdades, pois tudo seria resumido a simplesmente viver a vida presente, não se importando com o futuro...pense nos filhos, como seria eles sendo criado com uma visão imediatista e rasa do agora e só agora importa.


Portanto GRESDER, se por um lado realmente temos que viver com intensidade o presente, não podemos renunciar o futuro, não tentando construir projetos de vida a longo prazo...eu sei, e concordo também, que muitos de nossos planos futuros não se concretizam porque a vida com suas contingências e imprevisibilidades nos pregam peças, mas contudo, não devemos mesmo assim deixarmos de planejar.


Pois não somos somente o agora, como também apenas historia, mas somos a síntese de presente que se vive agora, com uma historia que somos todos nós, onde fomos no passado , estamos sendo no presente e podemos ser no futuro.

Anônimo disse...

Amigo, lendo e relendo esta sua magnífica postagem, só consigo conceber um pensamento:

"O homem (espécie) é o ser que mais estranheza me causa pois, muitas vezes ele perde sua saúde enquanto busca desesperadamente agregar fortuna ao seu portifólio...mas, algum tempo depois, ele abre mão de toda sua fortuna, se necessário for, para recuperar a saúde perdida.

Ele vive constantemente pensando no futuro, que nem sequer existe, e quando alcança o futuro (que agora é presente), olha para o passado e vê que não viveu".

Parabéns amigo!

Levi Bronzeado disse...

GRESDER

Tens o dom de consolar os aflitos, meu amigo.

“Porquanto a sabedoria entrará no teu coração, e o conhecimento será agradável à tua alma” (Provérbio de Salomão)

Marcio Alves disse...

GRESDER

Acabei de terminar agora mesmo, a transformação do meu primeiro comentário da sua postagem em uma postagem, que tem o titulo “A felicidade do Ser que é feliz” o qual estarei colocando na segunda-feira no blog “outro evangelho” depois da postagem do Edson.

Obviamente que melhorei e muito, acrescentando outros pensamentos meus sobre a questão da felicidade, portanto, se você quiser comentar apenas a segunda parte que basicamente já é um outro assunto, deixando para comentar a primeira parte quando eu colocar o meu texto, ok...por mim tudo bem.

Abraços

Obs: Que comentário mais mixuruca e sem vontade do LEVI, você não acha??? Rsrsrsrsrsrsrsrs
Parece até que ele não leu sua postagem. kkkkkkkkkkkkkk

Eduardo Medeiros disse...

Sua filosofia de vida é um pragmatismo misturado com alguma poesia; aliás, contraditórias, pois poesia e pragmatismo não combinam muito. Mas enfim, não seria assim se não fosse um texto vindo das sinapses gresderianas.

Se a vida te deu um limão, faça uma limonada. Esse é o resumo popular da tua filosofia. Ser feliz com o que a vida lhe der.

Deixar a vida te levar...

"Caminhar significa que não temos um ponto definido, uma estação certa, mas apenas uma estrada."

Pergunto: não seria uma filosofia conformista demais? Não falta um pouco de equilíbrio nesse "ser feliz é fácil"?

Pode-se de fato caminhar tranquilo em uma estrada sem saber onde vai dar? Sem saber se há opções na encruzilhada?


"Pois se buscarmos repouso!?...
Não o encontraremos nunca numa vida tão cheia de incertezas e incidentes como a nossa"

" Meu deus!! É tão fácil ser feliz!"

Pode haver felicidade sem algum grau de "repouso"?

"Se der para estudar, estude!
Se não der, não estude." - você também concordaria em dizer que "se der para ser feliz, seja, se não der, seja infeliz pois a vida é assim?

Será que a sua fórmula de felicidade é única e universal e todos serão felizes com ela?

"Tenha o que puder, ame o que tiver;
somente o que tiver a sua mão faça!
O que não der não se inquiete," - aqui vejo grande sabedoria...

Mas ter o que puder só é possível quando vamos atrás para obter pois ninguém lhe dará de mão beijada.

"Viva!! e também espere a vida te surpreender..." - gosto muito dessa compreensão que a vida sempre nos surpreende para o bem ou para o mal.

"E pouco é suficiente para viver.
E tudo o que essencial é fácil de se obter."

Aqui também vejo grande sabedoria já dita há milênios por grandes sábios. Sidarta renunciou sua nobreza e riqueza para caminhar como pedinte na rua em busca da iluminação...Francisco de Assis, da mesma forma, renunciou às riquezas para ser feliz sentido-se irmão do sol e da lua...

Realmente, precisamos de muito pouco para sermos felizes e todo esse pouco não é material, já que nada material pode trazer verdadeira felicidade mas apenas conforto.

"Você acha que quem alcançou alguma coisa na vida foi porque lutou muito?
Não! Absolutamente não!
Elas apenas estenderam a mão para pegar o que estava a sua altura."

Aqui há verdade mas também houveram muitos que contrariaram essa verdade. Muitos ao estender a mão, em nada podiam pegar pois a vida deixou qualquer coisa muito além do alcance do braço.

alguns de espírito forte, fizeram a mágica de esticarem o braço além do que a vida lhes permitira...

Gresder, estou apenas deixando fluir o que está vindo à mente sem fazer muitas racionalizações.

Mas de uma coisa estou certo e tenho para mim: se a vida só te der um limão e você achar que precisa de mangas, vá lá e plante um pé de manga.

Levi Bronzeado disse...

MÁRCIO


Parece que você viu mais coisas no texto, do que o próprio Gresder. Tanto é assim que em número de palavras e pensamentos pensantes você o superou (rsrsss). Inconscientemente ou conscientemente, de vez em quando, você faz uma postagem no espaço do seu querido amigo. Não tem jeito, não é?

Mas Freud explica: “É da própria natureza da criatura, querer superar o criador” — essa o Esdras vai gostar. (rsrssss)

Marcio Alves disse...

LEVI

Agora você conseguiu me sacanear o dobro do que eu te zuei. Kkkkk

Meu deus! Quando o menino vaidoso chegar e ler suas palavras, LEVI, eu estou F@##@#@!!!!

Agora cá entre nós dois LEVI.....o ESDRAS não precisa ficar sabendo, mas me diga uma coisa que eu tenho a impressão:

OS MEUS COMENTÁRIOS FEITOS EM CIMA DAS POSTAGENS DO GRESDER SÃO INFINITAMENTES SUPERIORES AOS TEXTOS DELE, VOCÊ NÃO ACHA???? Hahahahahahaha

Isa Medeiros disse...

Muito inspirador este poema.

Gresder Sil disse...

Ninguém merece essa demora, desculpem é que eu não estou encontrando tempo, quando me sobra eu estou cansado e durmo.

Antes eu tinha sempre oito textos de reserva, agora só tenho dois, estou em baixa temporada de pensamento rsrs, tenho que respeitar a inspiração e não forçar nada rsrs. Tenho muito assunto traçado para tratar, mas estou com uma inaptidão para escrever para alegria do Marcio RSRS

Márcio fico feliz com seu elogios, depois eu respondo o ponto negativo que você apontou, vamos marcar um fim de semana para eu ir ai?

Em dezembro vamos ver o saco roxo do Edurdinho, estou convencendo o duas vezes viadindo do Isa para ir no Rio, é que a bixinha tem medo da Cidade Maravilhosa, ou seja: não sabe ser feliz , pois não se arrisca.

Edu, prepara aos almoços ai que no fim de ano nos convém almoçar em sua casa, ache um hotelzinho legalsinho e barato para hospedar a galerinha, o Marcio Edson o Isa e eu, eu acredito que vão, ainda mais agora numa data tão especial na sua vida, vamos abençoar com a bênção Apostólica Retórica da confraria este moleque ai.

Levi se você quiser descer, vem também, mas não pense que você vai escapar que um dia a gente sobe ai pro deserto para fazer um retiro espiritual como os bons e velhos ermitões.

Domingo e segunda e eu comento aqui e no blog de vocês, postagem nova só daqui uns cinco ou seis dias, estou na seca, não quero gastar minha memória pensando pensamentos pensantes srsrs.

Marcio Alves disse...

GRESDER

Desculpe-me por não ter te dado a resposta antes....é que lá no meu serviço é tudo na base do imprevisível....você nunca sabe o que vai acontecer. Rrsrsrss

Não vai dar para você vir aqui e dormir em casa nesse final de semana, o que é uma pena mesmo, pois minha esposa irá viajar hoje as 22:00, e eu, claro, vou levá-la para a rodoviária, e na segunda-feira, eu fui um dos piões escolhidos para trabalhar, portanto, não vou emendar.

Sendo assim, só daria para você vir no domingo, mas para você vir e ir embora no mesmo dia, acho que não compensa para você, não é mesmo?

Então numa outra oportunidade, pois irá aparecer, nós marcamos para você vir aqui, ok?

Quanto à inda para o Rio de Janeiro para encontrar o DUZINHO pai e filho, é uma das minhas grandes vontades e sonhos, porém, tudo irá depender novamente do meu serviço, o que já dá para suspeitar que não vai dar para eu ir, mas vamos ver, afinal de contas a esperança, como dizem por ai, é a ultima que morre. Kkkkkkkkkkkkkk

Abraços

Marcio Alves disse...

A não ser........espera ai, deixa eu pensar...........que você venha para cá hoje, e combinemos de nos encontrar na rodoviária barra funda que é de onde minha esposa irá viajar......podemos marcar as 21:00......neste caso você dormiria comigo (ops!), quer dizer...dormiria em casa, e ainda de quebra você conheceria minha amada esposa e meu herdeiro.......o que acha???

Você precisa me responder o mais rápido possível, pois eu irei sair de casa as 18:30 para levar minha família para a rodoviária.

Abraços

Eduardo Medeiros disse...

Pode vir todo mundo que a casa aqui é grande e tem muito chão para vocês dormirem kkkkkkkkk

Sério, podem vir mesmo. Marcinho, vê se tira umas férias, rapaz, pois quero muito poder ter a presença de vocês comigo.

O Isa tem medo do Rio? Fala sério...O Rio tem problemas como qualquer cidade grande do mundo. A violência é causada principalmente pelo tráfico mas se Deus quiser (ops rss) tudo ficará melhor...

Edson Moura disse...

Xiii Edu. Se Deus quiser?!!!!


Galera, levem os coletes prova-bala na viagem.!

Brincadeira Edu, 'o Rio de Janeiro continua lindo....".

Marcio, se vira mané! Tira féria no final de ano...assim como eu. Ou então, é só meter o pé na mesa do patrão, jogar ele no chão e quando estiver com a botina esfregando o focinho dele, diga assim:

EU NÃO VOU TRABALHAR NOJ FIM DE ANO PORRA!

Viu como é fácil Marcio?

Qualquer coisa a gente te ajuda com algumas cestas básicas!kakakakakak!!!!!!


"Eu vou...eu vou...pro Rio agora eu vou...tra la la la la ...tra la la la la...eu vou...eu vou...eu vou..."

Paulinha disse...

Querido GRESDER,

Parabéns!!

Pensando bem, eu não poderia ficar fora dos comentários nesta postagem, pois me lembro muito bem, quando estávamos conversando no MSN e num estalar de dedos você começou a despejar estas pérolas filosóficas em cima de mim...rsss...

Concordo com você quando diz: "É tão fácil ser feliz!.."...

O problema está na concepção ao termo FELICIDADE.

Muitos acham que são felizes à partir do momento em que conseguem comprar um apartamento dos sonhos (financiado), ou à partir do momento em que começam a usufruir de um belíssimo carro zero...

Isto é desejo de consumismo...é desejo supérfluo, e que de forma imprescindível está agregado ao instinto humano.

Mas a felicidade não depende de um objeto comprado, ou de algo do mundo exterior. Pois tenho em minha concepção, que uma pessoa pode ser feliz tomando um sorvete, sentada em um simples banco de uma praça ..à sombra de uma belíssima árvore.

Consumismo é dependência...é compulsão...para simplesmente satisfazer o ego...e nesta satisfação, é traçado um sentimento de alívio. Então à este alívio, muitos interpretam como FELICIDADE...o que na verdade não pode fazer ultrapassar de um simples momento de prazer e alegria.

A felicidade está em nós, e só vamos poder sentí-la, quando nos ousarmos a querer sentí-la.

Se nos lembrarmos um pouquinho do mundo da filosofia, podemos citar Diógenes um discípulo de Sócrates...

Ele definiu a filosofia "cínica" quando este foi determinado a morar em um simples barril (e não mansão) e andar apenas com um embornal de pão....pois ele pensava, que estas eram as coisas essencias para a sobrevivência dele..afinal, ele teria pão se sentisse fome...e teria o barril, se caso quisesse se descansar e dormir....

Diógenes acreditava que a felicidade não dependia de algo exterior, mas que se prestássemos atenção, encontraríamos em nosso próprio saber.

Hoje passo a refletir, com base neste discípulo... que, é a partir de nossa sabedoria, que conseguimos traçar linhas paralelas à felicidade.

Um grande beijo.

P.S. Você pediu pra eu te ligar na sexta a noite certo?! Liguei. Mas só caiu no "claro recados"..depois te atormento outra hora...rs...


Ahhh também quero ir para o Rio de Janeirooo...ver o filhote do DUDU e a esposa dele... mas sei que em hipótese alguma estou inclusa nesta lista de passageiros...rss...:(

Uma pena!

Gresder Sil disse...

Sei que tem um monte de macho na fila, mas vou responder primeiro para a Paulinha. Foram tantos erros ao digitar para você, mas foi tão emocionante pra mim e pra você que a letra não matou o espírito
.............................................
Lógico que você esta excluída desta caravana de homens barbudos e fedidos para o Rio, você não se sentiria bem na companhia destes animais.
..............................................
Quando você me ligou, eu esta dormindo, tirando minha santa soneca, descansando a beleza se é que você me entende rsrs
...............................................
Quanta a felicidade, a felicidade é um como esta foto ai em cima, a gente só carrega o que da para levar e por isso leva somente o que mais importante.

Gresder Sil disse...

Marcio vou responder daqui de campinas a você por não fazer muito sentido eu te responder na sua cara.

Olha o texto não conduz a exatamente isso, você foi menos burrinho que o Edu, mas achar que tal postura não dissemina pessoas produtivas para humanidade daí você esta enganado.

Pois uma pessoa feliz e satisfeita pode não produzir muito em quantidade, mas produz muito mais em qualidade do que quem desesperadamente amontoa para depois cair tudo em cima de sua cabeça.

Cada um produz o que for capaz, cada um em seu lugar, cada um segundo seu talento, cada um segundo suas forças, cada um segundo a intensidade do seu coração, cada um na medida do calor de sua alma e na força de sua imaginação.

Mas cada um conforme puder carregar, e carregar somente o que for essencial.

Gresder Sil disse...

Anônimo! Perfeito seu comentário, mas quem és tu? És o Edsonsinho?

De qualquer jeito obrigado, volte sempre ,hoje tenho pouco tempo e não vai dar para avaliar seu comentário que elucida o que eu quis dizer.

Paulinha disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.....

O Mestre LEVI deu uma "chapuletada" no Marcinho. Rsssss......

Falou GRESDERZITTO. No entanto, portanto, contudo, existe um porém...vou ao Rio sozinha. haaaaa...

Beijuuu..

Eduardo Medeiros disse...

Gresder, a Paulinha pode vir sim!!!!!!! é até melhor que ela faz companhia à minha senhora..kkkakakakakakak

Sério, Paulinha, será um prazer também te conhecer pessoalmente.

GResder, quer dizer que o Márcio foi "menos" burro do que eu? kkkkkkkkkkkkkk quero ver você refutar os pontos negativos que eu marquei em teu excelente, poético e pragmático texto

Paulinha disse...

Valeu DUZINHO,

O que me faz FELIZ é saber que ainda existem pessoas generosas neste mundo...rsss..Está ouvindo GRESDER???????????????? kkkkkkk....

Saiba que para mim, será muito mais que uma honra poder conhecer você e sua família....tenho muita admiração pela honestidade e simplicidade que vocês fazem transparecer...o que me dá a certeza, de que literalmente são pessoas maravilhosas e totalmente sinceras.

Parabéns por serem assim...Amo vocês meus irmãos.

##############

P.S. Ohh Gresder, você tirando sono de beleza em plena sexta à noite?! Eu entendo perfeitamente, pode mandar dispensar o desenho...rsss...

Só na outra vida que tu terá jeito e juízo. kkkkkk......

Minha Santa Gertrudes!!

Edson Moura disse...

Olha o reino em nós aí geeente!

Gresder Sil disse...

Edurdo desculpe demora vou tentar rapidinho responder seus questionemos

“Pode-se de fato caminhar tranqüilo em uma estrada sem saber onde vai dar?”

Qundo eu falo que devemos caminhar, apenas estou falando em seguir em frente, e prosseguir em viver com nossos propósitos sem desistir, sem parar de andar, sem parar de produzir, é isso que eu queria dizer, entende?

“Pode haver felicidade sem algum grau de "repouso"?”

Aqui eu falo de um estado seguro de vida que não existe, a qual todos buscam em suus realizações, e quando realizam seus sonhos elas descobrem que aquilo nao as fazem felizes. O anônimo entendeu isso perfeitamente, leia lá.

"Se der para estudar, estude!
Se não der, não estude." - você também concordaria em dizer que "se der para ser feliz, seja, se não der, seja infeliz pois a vida é assim?”

Estudar casar ou qualquer outra coisa são elementos secundários da vida e mas a felicidade não, sua comparação é infantil nunca se coloca lado a lado o relativo com o primordial, não se faz tal comparação, a felicidade é absoluta, os seus meios não.

Só isso!

Eduardo Medeiros disse...

Essa tua felicidade primordial não existe pois ela sempre é formada pelos elementos que você disse serem secundários...

Gresder Sil disse...

Exitem milhares de elemetos secundariso, logo nem um em sí é absoluto

Eduardo Medeiros disse...

cumá??????

RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ disse...

Gresder,

Acho que este foi o melhor texto que li até agora em seu blogue...

Eu poderia relacioná-lo a passagens bíblicas abrindo o livrinho que está há menos de um metro deste teclado (falaria de Eclesiastes e do Sermão da Montanha obviamente) ou citar exemplos de A, B ou C como viveu Gandi, um dos maiores profetas do século XX, além de Francisco de Assis, Paulo e Jesus obviamente.

Contudo, sinto-me mais a vontade em compartilhar minha experiência e como foi libertador quando, há 11 anos atrás, passei a caminhar (literalmente). E eu estava afastado da Igreja. Com pouca grana, meus passeios principais eram as caminhadas no meio rural.

Não nego que naquela época eu tinha muita pressa para ver o que estava à frente, numa compulsão por lugares novos, mas eu não parava para tirar fotos. Registrar o momento não me interessava, mas aproveitá-lo sim. Andando por povoados e estradas pouco conhecidos, eu ia desbravando regiões pouco conhecidas pelos turistas e cidadãos daqui do município onde resido.

Se tiver tempo, leia sobre minhas experiências neste texto:

"Olhando para os lírios do campo" http://doutorrodrigoluz.blogspot.com/2010/04/olhando-para-os-lirios-do-campo.html

Hoje eu diria que as estradas por onde caminho são bem diferentes. As dificuldades são maiores do que as daquela época. Ao lado de minha esposa, enfrento uma batalha pela saúde dela e, com a graça de Deus prossigo caminhando, ora aliviando a bagagem e ora me sobrecarregando.

Postar um comentário

.
“todo ponto de vista é à vista de
um ponto, nos sempre vemos de um
ponto, somente Deus tem todos os
pontos de vista e tem a vista de
todos os pontos.”
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...