domingo, 31 de janeiro de 2010

Como se corrompe um ser



Existia um rapaz em que no tempo em que ele começou a descobrir os prazeres do mundo, a religião invadiu o seu ser, incendiou a sua alma. Que felicidade! Agora a sua vida tinha um novo sentido e ele não mais precisava buscar nas efêmeras alegrias o consolo de viver num mundo tão contrario e insensível aos nossos desejos e planos que fazemos nesta vida.

Entretanto satisfeito a sua alma, o seu corpo ficava no vazio! E a sua carne pedia o seu tributo, queria ela também ser saciada. Daí que uma das primeiras coisas que “lhe ensinaram” era para que ele matasse a sua velha natureza e lutasse contra os desejos da sua carne. Que luta! Que agonia! Descobriu que dentro de si mesmo existia uma guerra que o impedia de ser completamente feliz.

Mas como sempre a religião tinha a solução, pois “lhe ensinaram” que era somente ele buscar as coisas do espírito que as coisas do mundo perderiam o seu poder sobre ele. Foi então que ele descobriu um novo prazer: ensinar os preceitos da religião. Pois sendo a vida resumida na fuga da dor e na busca do prazer, ele agora substituía o prazer das coisas do mundo pelo prazer das coisas do espírito.

No entanto de tempos em tempos seus antigos grilhões vinham ferroar sua carne. Pois quanto mais ele lutava contra ela mais ela insatisfeita lhe afligia a alma. Todavia ele, seguindo os ensinamentos da religião, mais se dedicava ao espiritual para não somente vencer como também para compensar no espírito o prazer que lhe era privado na carne.

E deste modo ele se fortalecia nas coisas do espírito. E tanto mais ele lutava e se dedicava mais ele se destacava e mais instruído e importante ele ficava no meio das pessoas da sua religião. E na medida em que ele ia mais se comprometendo e se aprofundando nos mistérios da religião, mais ele ia com desespero de fracassar, intensificando suas tentações. Contraditoriamente tornando cada vez mais forte a carne na resistência dos venenos sofisticados que tentavam mortificá-la.

Passado o tempo, agora ele era sacerdote da religião e sentia fugir de si mesmo toda pureza e simplicidade que tinha e que o levaram ao lugar e poder que agora possuía. Pois não enxergava mais as coisas como antes, e percebera que quase que tudo que era atribuído a religião tinha a sua simples explicação nos acontecimentos desta vida. Só que agora não podia mais mudar as coisas, pois tinha construído um império, que lhe dava seu imenso prazer de viver e sentido de existir gloriosamente.

Estando com seu lado social religioso satisfeito bateu na sua porta o desejo da carne faminta no momento onde ele não somente estava exausto de tanto lutar como também não mais acreditava em quase tudo em que olhava na religião. Ai então que desencadearam sobre ele uma espécie de desejo desenfreados de satisfazer todas as vontades reprimidas ou mal satisfeitas de sua juventude.

Só que tudo isso lhe custava dinheiro, daí que ele fez do seu oficio sagrado um meio de vida e renda já que não acreditava em mais nada, pois estava frustrado por seguir os ensinos da religião que não o livraram da sua carne. Pois como não sabia ser ou fazer outra coisa na vida que não fosse ser ministro da religião, ele começou a ensinar com eloqüência para o povo aquilo a qual eles queriam ouvir. E assim lhe traziam aos seus pés todo dinheiro que ele precisava não somente para manter seu império como também para satisfazer toda sua luxuria.

Gresder Sil

22 comentários:

Isaias Medeiros disse...

"Tremendo"... Perfeito resumo do que (provavelmente) é a vida de milhares de homens-de-deus mundo afora.

Esta situação que você descreve é, em maior ou menor grau familiar a todos nós jovens evangélicos (ou ex-evangélicos, como é o meu caso. Sim, sou ex-evangélico!). Antes de abandonar o fardo insuportável que o meu antigo "eu" carregava, eu me encontrava sem crer em nada que a religão dizia e distribuindo as suas soluções e formulinhas "mágicas". Graças a Deus que não prossegui. A diferença é que o meu caráter não me permitiria empregar a solução encontrada pelo personagem do seu texto.

Forte abraço.

Marcio Alves disse...

Brincadeira você heim Gresder??!!!
Rompeu com o nosso “sábado” da blogosfera, colocando uma postagem nova!!!!

(Estava lendo um novo livro – pois a “idade da razão” de Sartre eu já terminei de ler – intitulado “O senhor das moscas” de William Golding. Estava!!! Mas agora que vi que você pois uma nova postagem, não resisti, já li e agora vou passar a comentar. rsrsrs)

Comentarei a parti da minha própria experiência, pois afinal de contas, a nossa teologia de rua, também é a teologia da vida!!!!


Me “converti” do “mundo” para a “igreja” com 11 anos de idade, e já comecei a pregar – claro, sem nenhum conhecimento previu, ousará através da minha criatividade e eloqüência, juntando se a isto, a admiração dos irmãos em ver uma criança com tamanha ousadia proclamar a palavra.

Mas com o passar do tempo, com minha juventude desabrochando, com as “tentações” me invadindo e consumindo-me por dentro, principalmente os desejos sexuais, tentava como bem você descreveu em sua postagem, suprir e reprimir os desejos carnais, com os mecanismos religiosos e fantasiosos da pretensa “espiritualidade” cristã.

Trocava o sexo, masturbação e muitos outros desejos do meu corpo, pela dieta magra e sem graça da espiritualidade evangélica, sem medar conta de que a repressão era um efeito colateral avassalador, pois quanto mais proibições e cabrestos me auto colocava, mas os desejos se afloravam e explodiam dentro de mim.

(Daqui a pouco em meu blog, vou postar um texto de minha autoria, em que ousarei além dos limites permitido pela religião, e com toda certeza vai colocar a blogosfera cristã – principalmente os fundamentalistas – de perna por ar!!! Pois eu estarei abordando de uma forma sensual e picante sobre o sexo!!!!!)

Fora a neurose evangélica que perturbava a minha mente, pois lutava contra mim mesmo.
Me sentido como Paulo – aquele maldito apostolo Paulo que não passava de um agnóstico dualista enrustido!!! – o pior dos pecadores, o verme do verme do carrapato, um miserável e odioso pecador dos pecadores!!!!

E pensar que já cheguei até sentir repulsa de mim mesmo!!!!
Lembro-me bem, dá luta desesperada e insana contra os apetites da minha natureza, e tentava ficar uns meses sem se masturbar, mas a triste constatação era de que, mais cedo ou mais tarde, eu não suportava a pressão, e acabava cedendo aos instintos naturais do meu corpo, e me masturbava até não agüentar mais – pois eu pensava: Já que estou na lama mesmo, então vou me atolar até o pescoço!!!

Mas ai vinha às conseqüências de uma doentia religiosidade, sentia nojo, queria vomitar, me abominava e caia em uma profunda depressão.
Principalmente que, desde que me “converti” nunca parei de pregar – podia ficar alguns meses, mas eu voltava logo.
Há não ser agora, que sai da minha ex-congregação – isto faz apenas uns 5 meses – parei de pregar, e ainda continuo sem motivação para voltar a pregar de novo, pois com as idéias que eu amadureci e desenvolvi, acredito que nenhuma igreja em sã consciência vai me deixar pregar.

(Deve ser por isso que os convites para pregar em outras igrejas acabaram!!!!)

Continua.................

Marcio Alves disse...

Continuação.........

Mais uma vez Gresder, assim como no seu livro dos “A arte dos sofistas na pregação pentecostal”, o qual eu li, você novamente foi ao âmago, no nervo nefrálgico dos pregadores, sobre tudo dos jovens!!!!

Pois é exatamente isto que ocorre de fato.
Ainda mais quando se é jovem e solteiro, o cara para não pirar – falo de mim mesmo, ou seja, tenho propriedade para falar – tenta encontrar uma válvula de escape para os seus desejos carnais reprimidos, na dedicação dos rituais religiosos, e, mais ainda, no estudo de esboços para pregação.

Acabará de encontra um modo de alivio, re-direcionando os seus desejos “impuros” da carne, para o prazer da pregação, de ser ouvido e honrado como um homem ungido de Deus!!!

Passa a ser respeitado por sua retórica, sendo a estrela do culto, pois se a pregação é o centro de qualquer culto, logo se segue, que aquele que tenha a palavra, tem todas as atenções voltadas para ele, sendo ele – o pregador – a grande estrela do show gospel de entretenimento!

Mas um dia – tirando os simples e ingênuos pregadores indoutos, sem formação acadêmica, e às vezes até mesmo escolar – de tanto estudar, e, mais ainda pela experiência de pregador, passa a perceber que muito das coisas pregadas por eles, não acontecem de verdade, sendo uma simples ilusão.

Mas às vezes quando se percebe isto, já é “tarde demais”, pois dedicaram suas vidas inteiras a igreja, que muitos deles, não conseguem mais ter uma profissão no acirrado mercado de trabalho, que fazem de sua aparente “vocação” uma profissão.

Quando chegam a tal ponto, fica muito difícil de voltarei, por “n” razões, sendo “obrigados” a continuarem, só que desta vez, não mais por ingenuidade, mas por necessidade e às vezes por cobiça mesmo – os mais poderosos, que tem jatos particulares é safadeza mesmo, mas o que falar dos pastores de menor porte, daqueles – como eu conheço – que ganham um salário de 800 reais, que já estão velhos, estes acabou caindo na armadilha do sistema igreja-império!!!!

E pensar que eu quase, mas quase que cheguei a tal ponto. Pois antes mesmo de romper com o sistema, estando ainda dentro do sistema, mas tentando em vão revolucionar o sistema, já pensava na hipótese de me dedicar à vida para a igreja, e chegasse em uma etapa da minha vida em que eu estivesse velho, sem poder ter uma chance no mercado de trabalho, e o sistema me obrigasse a pregar o engano, se não perderia o “cargo” de pastor, e conseqüentemente, passaria (talvez) por necessidade.

Isto me dá até cala frio só de pensar!!!!
Ainda bem que tomei a decisão certa de fugir desse sistema, pois eu vejo que muitos dos poderosos e safados dos famosos corruptos pregadores, começaram jovens, com uma bela motivação, mas o poder e a riqueza os corromperam.

Acredito que a frase de um filosofo, que não me recordo o seu nome, esta mais uma vez correta, pois ele diz:

“Quer corromper um homem? Daí lhe o poder, pois o poder corrompe o homem!!”

Eu que não quero fazer o teste para saber se é verdade!!!!

Levi Bronzeado disse...

Caro Gresder Sil


Fiquei muito indignado ao assistir ao vídeo do inescrupuloso líder de uma seita sincrética pentecostal tradicional, num transe esquizofrênico diante de uma montanha do produto do deus Mamon, e sob urros de uma igreja em crise histérica coletiva.

Não poderia deixar de, nessa oportunidade, registrar um trecho do teu tão atual livro, “A Arte dos Sofistas na Pregação Pentecostal”, que vem bem a calhar nesse momento de charlatanismo religioso:

“O preletor vive (nababescamente) de sua pregação [...]. E como sofistas profissionais que são, utilizam coerção, chantagens psicológicas e sofismas para fazer o culto pegar fogo, sentir o gozo interior que isso proporciona, perpetuar sua fama, receber o LUCRO do seu comércio e ir embora desfrutando de sua celebridade.” (Página 95)

Diante de toda essa falta de vergonha de falsos pastores, é que vejo que o teu livro precisa ser intensamente divulgado para que muitos não sejam ludibriados por esse estelionato imoral que tem o nome de “deus” em suas hostes.


Cheio de indignação,

Levi B. Santos

Anônimo disse...

Que é isso?? Resolveram se juntar, seus moleques, para destruir a pureza dos nossos jovens? Tu e esse tal de Márcio Alves, deveriam se converter, pois vocês estão longe do evangelho da renúncia que cristo nos ensinou.

SEXO FORA DO CASAMENTO É PECADO!!! Está na Bíblia. Agora, se querem discordar da santa palavra de Deus, então preparem-se para colher o que estão plantando.

E ainda, não satisfeitos em fazer apologia do sexo livre, ainda menosprezam os jovens que procuraram se manter fiéis, puros e castos até o casamento.

Eu conheço muitos jovens que tiveram sua primeira experiência sexual na noite de núpcias. Isso sim, agrada a Deus.

Voltem para o evangelho, meninos, pois Deus é amor mas também é FOGO CONSUMIDOR!!!

Tá na Bíblia.

Gresder Sil disse...

Isaías eu acho que nao precisamos estudar a vida particular desses caras para sacar essas coisas, pois o processo de corrupsao é esse mesmo, e olha que essa critica nao é aos caras em si, mas ao sistema moral Paulino adotado pelo cristianismo que podem favorecer as pessoas simples mas fazer um mal imenso as pesas de personalidade forte.

Márcio você entendeu perfeitamente, até parece que eu me basei na sua vida rsrs quando na verdade esse conto esta baseado na vida de todos nos.Falar nisso você que estava nesse culto (o do vidio do e-mail )maldito poderia nos falar como foi que aconteceu esse holocausto das conciecias dos crentes.

Antes de eu falar com os outros eu queria saber se o anónimo nao é um de nos que esta brincando, para poder dialogar com ele e falar de mim mesmo, quanto ao Macio, eu concordo, ele esta perdido mesmo rsrsrs

Ivo Fernandes disse...

Mano, muito bom seu texto. E quanto aos homens que perderam a alma, já não sei o que dizer...que Deus tenha piedade de todos nós.

Abraços

Gresder Sil disse...

Levi quando eu vi esse vídeo eu também fiquei maluco, ainda mais por ter por pano de fundo um hino que eu gosto, agora quebrou o clima não vou conseguir nem mais adorar ouvindo esses louvores evangélicos, só de imaginar que essas caras nos enganam enquanto a gente se emociona com esses louvores.




Eu ia xingar essas caras na minha lista de e-mail de filhos da puta, daí meu pai disse que eles podiam-me processar e tudo mais, o que seria ótimo para mim que tenho um livro para ser divulgado, mas como eles não iam fazer isso eu pensei na mãe deles que não tem nada a ver com isso, pois provavelmente foram mulheres de oração assim como a minha. Daí que esta difícil um palavrão que me enchem a boca par eu extravasar essa raiva nada santa.




Mas no fundo me da pena desses caras, estão todos um na mão do outro, são tudo cusão, que não pegaram ainda um homem para inimigo que não tem medo de morrer e de matar, quanto mais a manobras que eles fazem da opinião publica.




Eles fazem o que fazem por não saber fazer outra coisa e não tem coragem de renunciar esse ministério da pregação para poder trabalhar honestamente. Pois ministério é uma vocação que poucos têm o dom, e muitos entram nessa por causa de um desejo de jovem ou por causa do encaminhamento da família, e quando percebem que isso não é para eles ou quando se cansam e querem viver outra vida, já é tarde de mais.




Acabam ficando pela comodidade ou por covardia, ou por qualquer razão que não seja a certa: um chamado. Quanto ao meu livro Levi, ele já entrou para historia, pois no futuro quando quiserem saber como eram os pastores e pregadores pentecostais, vão classificar ele como uma catalogação desses animais, ou como um dossiê contra esses criminosos.




Pronto desabafei (blog é meu é só eu posso xingar ouviu Marcinho) no fundo todos nos somos sofistas, a sorte é que saímos desse barco antes de ele afundar, pois nosso ser já estava em fase de corrupção, pois não é culpa total deles, mas da religião que endemoniza tudo o que toca. Que Deus nos perdoe, pois somos todos igualmente culpados, mas pelo menos o que me consola é que não somos um mal para sociedade, religião e humanidade como são esses pastores pentecostais.




* gente meu blog é a-religioso e eu não vou dar uma de crente ( já to queimado mesmo rsrs) e ficar com esse cerimonialismo, pois eu tenho uma dor de alma só de ouvir essa linguagens de evangélico, o pior é que esses caras morrem de vontade de falar palavrão, e trocam por outros xingamentos mais 'santos', quando na verdade suas almas estão cheias de raiva, e não se libertam atreves do benéficio desse exercício terapêutico.

Eduardo Medeiros disse...

Como eu estou cansado de dizer, o palavrão liberta. Assim como o rock e a cerveja.

Eduardo Medeiros disse...

O anônimo é o tal do Calvinus...esse fundamentalista de mesbla!! Eu disse mesbla! Alguém lembra da Mesbla? Vocês são muito moleques, quando as lojas Mesblas fecharam vocês ainda usavam fraldas. Menos o Levi e o Jair. Eu já usava shorts

Gresder Sil disse...

Da Mesbla eu ano me lembro, mas do Mapinn eu lembro, onde meu pai comprava os hominhos do comandos em ação, dai que meu pai e minha irmã zoavam com minha cara só por que eu ficava pedindo para ele me dar hominhos. Caraba como eles podiam desconfiar de mim que com sete anos já esfregava as revistas do Avon com suas modelos semi-peladas na minhas virilias KKKKKKK.

Quanto a outra postagen pode crer que eu sou inconscientemente universalista, mas um dia eu assumo por completo.

Falar nisso Eduardo você não fez um elogio ao meu texto, esta faltando mais bajulações da sua parte.

Gabriel Nagib disse...

Troca-se os prazeres solitários por prazeres grupais. A satisfação sexual pela satisfação de ser ovacionado pelas multidões. Para quem Jesus foi mais compreenssivo e manso, para quem cometia pecados na própria carne ou para com os religiosos que adoravam receber honras entre os homens?

Pecadores todos somos, mas na fila do paraíso, as prostitutas entrarão primeiro.

Eduardo Medeiros disse...

Gresder, você deve procurar fazer terapia, rapaz, pois você é movido a elogios!!!! engraçado é que eu vejo você elogiar muito pouco os textos da Confraria...o que isso quer dizer? que os textos produzidos não são dignos da sua admiração?? ou você é tão vaidoso e se julga tão melhor do que o resto da turma?

Pronto, bronca do dia dada heeeeeeeeee

Dito isso, só por que você é meu amigo, saiba que você escreve muito bem, tem uma cabeça privilegiada e deve investir em você mesmo.

Pronto!! chega!!!

Cara, você também ficava babando com as modelos de calcinha e sutien das revistas da avon???? haaaaaaaaa lembrei de mim haaaaaaaa

Mas nunca tive hominho, nem bonequinho, porque achava muito chato, afinal, eles não faziam nada, eram estáticos!! preferia mesmo ler gibis e brincar com carrinhos e com minha roupa de caubói....ah, bons tempos...

Eduardo Medeiros disse...

Outra coisa: meu filho, que sanha assassina é essa da qual você está possuído??? Queres começar uma cruzada de assassinatos dos nossos apóstolos, bispos, semi-deuses e afins??

O máximo que Jesus permitiria seria uma surra de chicotes como ele deu nos vendilhões do Templo. Assassinatos poderiam ser tramados na calada da noite com Judas, que era um zelote, mas creio que não teria a aprovação do Mestre.

Afinal, o Reino que ele esperava chegar, com certeza iria mudar o status dos romanos: Pois bem aventurados eram os que tinham fome e sede de justiça...Mas não sei se no Reino do seu Pai, os romanos seriam todos sumariamente eliminados.

Aliás, um dos seus atos simbólicos mais significativos estava relacionado com os romanos.

O demônio que estava no corpo do rapaz gadareno (era esse mesmo?) se chamva "Legião", uma clara alusão a um destacamento de soldados romanos que era conhecido como...legião!!

E o que ele faz com a legião?? afoga-os todo!!! símbolo poderoso!!

Mas no fim, ele morre pedindo que o pai perdoasse o seu povo e aos romanos que o crucificavam...o sonho tinha acabado, o Reino não viera, e numa profunda decepção ele bradou aos céus: DEUS MEU, PORQUE ME ABANDONASTE??

Gresder Sil disse...

Gabriel é isso mesmo, você captou o espírito da coisa, pois trocamos uma terra de prazeres por um céu de prazeres, o que da na mesma.

Eduardo eu sou vaido como todo mundo, eu só fico zoando para provocar, pois falo o que os outros tem vontade mas não tem coragem.

E com essa brincadeira eu contaminei o influenciável do Macio que antes de nos conhecer era um cordelinho, de uma olhada nos antigos comentariiso dele (que dó de um ser tão retraído) agora olha como ele virou um diabo do deboche, culpa minha que provoquei ele.

E ele ficou com inveja de um cara tão descolado e sem inibição como eu. Mas só que ele perdeu o controle, pois é ridículo ver um animal que acaba de nascer ( a girafa por exemplo) a aprender dar seus primeiros passos.

Marcio Alves disse...

GRESDER SIL que está mais para “no sil” e psicopata!!!

Quem perdeu o controle aqui não fui eu meu rapaz devasso e assassino, pois você pirou de vez!!!
A cada dia que passa, você está se queimando mais e mais, seu moleque desmiolado!!!!!

Resolveu abrir a boca e desfreadamente chigar um monte de palavrão obsceno – quero ver se depois desta (ou destas, pois já foram varias) os caras de campinas, principalmente os obreiros, pois os pastores eu nem vou mencionar, vão ler alguma coisa de você, seu retardado mental!!!

Eduardinho o Gresderzinho está mentido para você, e tu nem percebes!!!
Não é de agora que o Gresder não faz se quer um elogio para nós, a questão é que ele NUNCA elogio um texto nosso, ou seja, ele é o cumulo do cumulo das vaidades dos vaidosos!!!!

Uma outra questão Gresder, eu não me transformei, eu sempre fui assim, mas acontece que eu estava tentando ser genoroso contigo, mas agora, você despertou o leão que estava durminho em mim!!!!!

Agora não adianta chorar!!!!

A diferença entre eu e deus, é que deus julga com misericordia, já eu julgo sem misericordia!!! hahahahahahahaah

Eduardo Medeiros disse...

Olha, Marcio e Gresder, eu sei que vocês se matam, mas se amam...

A bem da verdade, Márcio, quando eu comecei a comentar este blog, o Gresder uma ou duas vezes me disse para eu guardar o meu comentário e usar depois como postagem, visto que os comentários eram significativos. Então, ele elogia meio não elogiando rssssssss

Atitude típica de um discípulo de Nietzsche.

Mas cá prá nós, quem não gosta de elogios??? Eu gosto muito e também gosto muito de elogiar. É só ver meus primeiros comentários em todos os blogs da confraria.

Só deixei de elogiar com mais frequência por que virou lugar comum elogiar vocês, seus cabeçudos-pensantes-da-teologia-de-rua-e-da-vida!!!!

Vocês todos são D ++++++++++

Gresder Sil disse...

O Eduardo agora não posso mem pensar auto meu pensamentos assassinos?

O Márcio para de falar desse jeito que as pessoas vão pensar que nos estamos brigada de verdade... seu idiota!

Paz e Comunhão disse...

Olá Gresder, voltei como "comungando" agora. Vou seguir seu conselho e reservar mais tempo pra dar uma atenção maior ao blog.

Um forte abraço!

Oséias

Curitiba

Gresder Sil disse...

Oseias obrigado pela visita, e saiba que o segredo de blogar é a amisade e reciprocidade conheça e comente nos blog de meus amigos que eles também vão dar um pulinho lá.

noreda disse...

Muito bom este texto. Lendo agora, me fez lembrar o texto do Marcio, de um tal de John.

Vou ler mais alguns, e tentar encontrar uma contradição de sua parte...mas confesso que está difício, pois seus textos seguem uma linha reta no que diz respeito às coerência.

Abraços!

noreda disse...

Errata:

Onde escrevi "às coerência", leia-se "à coerência".

Postar um comentário

.
“todo ponto de vista é à vista de
um ponto, nos sempre vemos de um
ponto, somente Deus tem todos os
pontos de vista e tem a vista de
todos os pontos.”
.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...